Sindicato dos Médicos de Juiz de Fora elege diretoria e adere à FMB

O Sindicato dos Médicos de Juiz de Fora e da Zona da Mata de Minas Gerais acaba de concluir, com êxito, mais um processo eleitoral, elegendo sua diretoria para mais um triênio.

Também o Sindicato traz outra notícia favorável à categoria profissional dos Médicos de Juiz de Fora e Zona da Mata: a filiação à Federação Médica Brasileira.

Essa filiação fortalece a luta sindical, trazendo o reforço de uma entidade do sindicalismo médico de nível nacional.

Sobre a história da Federação Médica Brasileira, citamos o próprio site da entidade: “Em 24 de abril de 2015, reunidos na sede do Conselho Regional de Medicina de Pernambuco, em Recife, após avaliarem conjunturalmente as condições de trabalho da categoria, do movimento sindical médico e da saúde no Brasil, os sindicatos aprovam a Carta de Pernambuco, onde decidem pela “criação de uma entidade federativa que possa responder a todas essas demandas, bem como o fortalecimento de bandeiras de luta dos médicos, da medicina e da saúde no país”. Dezessete sindicatos médicos subscrevem o Manifesto, onde fica marcada oficialmente a data de 21 de maio de 2015, na cidade de São Paulo, para o lançamento da nova entidade.

A cerimônia oficial de fundação e posse da primeira diretoria da Federação Médica Brasileira (FMB), para o triênio 2015/2018, aconteceria em Belém (PA), em 27 de novembro de 2015, na sede da Unicred Pará, com a presença de 14 sindicatos médicos de várias regiões brasileiras. Tendo como primeiro presidente o médico paraense Waldir Araújo Cardoso, a nova entidade surgiu representando quase 200 mil médicos de todas as regiões do Brasil. Antes da cerimônia, no mesmo dia, houve uma reunião de posse na sede do Sindicato dos Médicos do Pará (Sindmepa), que discutiu a estratégia de financiamento e manutenção da nova instituição. Foi aprovada a cidade de Belém como primeira sede da FMB.”

Nesse momento em que o movimento sindical acha-se asfixiado, porque o lado patronal conseguiu, com a reforma trabalhista do governo Temer, aprovada no Congresso com apoio da maioria do empresariado, do “mercado” e da mídia mainstream, suprimiu, sem nuances, transições ou alternativas, o financiamento dos sindicatos.

Mas o sindicalismo, que é a voz e a representatividade de quem necessita trabalhar para sobreviver, sobrevive e vai avançar, unindo até mesmo trabalhadores de aplicativos na defesa de seus interesses. Pleitos legítimos sempre surgirão diante de abusos patronais.

Os médicos trabalhadores dos serviços públicos e privados de Juiz de Fora e região têm uma dupla razão para comemorar: o êxito completo do processo eleitoral e a adesão do Sindicato a uma entidade do nível da c Federação Médica Brasileira.

Parabéns a todos!

Sindicato dos Médicos de Juiz de Fora elege diretoria e adere à FMB

O Sindicato dos Médicos de Juiz de Fora e da Zona da Mata de Minas Gerais acaba de concluir, com êxito, mais um processo eleitoral, elegendo sua diretoria para mais um triênio.

Também o Sindicato traz outra notícia favorável à categoria profissional dos Médicos de Juiz de Fora e Zona da Mata: a filiação à Federação Médica Brasileira.

Essa filiação fortalece a luta sindical, trazendo o reforço de uma entidade do sindicalismo médico de nível nacional.

Sobre a história da Federação Médica Brasileira, citamos o próprio site da entidade: “Em 24 de abril de 2015, reunidos na sede do Conselho Regional de Medicina de Pernambuco, em Recife, após avaliarem conjunturalmente as condições de trabalho da categoria, do movimento sindical médico e da saúde no Brasil, os sindicatos aprovam a Carta de Pernambuco, onde decidem pela “criação de uma entidade federativa que possa responder a todas essas demandas, bem como o fortalecimento de bandeiras de luta dos médicos, da medicina e da saúde no país”. Dezessete sindicatos médicos subscrevem o Manifesto, onde fica marcada oficialmente a data de 21 de maio de 2015, na cidade de São Paulo, para o lançamento da nova entidade.

A cerimônia oficial de fundação e posse da primeira diretoria da Federação Médica Brasileira (FMB), para o triênio 2015/2018, aconteceria em Belém (PA), em 27 de novembro de 2015, na sede da Unicred Pará, com a presença de 14 sindicatos médicos de várias regiões brasileiras. Tendo como primeiro presidente o médico paraense Waldir Araújo Cardoso, a nova entidade surgiu representando quase 200 mil médicos de todas as regiões do Brasil. Antes da cerimônia, no mesmo dia, houve uma reunião de posse na sede do Sindicato dos Médicos do Pará (Sindmepa), que discutiu a estratégia de financiamento e manutenção da nova instituição. Foi aprovada a cidade de Belém como primeira sede da FMB.”

Nesse momento em que o movimento sindical acha-se asfixiado, porque o lado patronal conseguiu, com a reforma trabalhista do governo Temer, aprovada no Congresso com apoio da maioria do empresariado, do “mercado” e da mídia mainstream, suprimiu, sem nuances, transições ou alternativas, o financiamento dos sindicatos.

Mas o sindicalismo, que é a voz e a representatividade de quem necessita trabalhar para sobreviver, sobrevive e vai avançar, unindo até mesmo trabalhadores de aplicativos na defesa de seus interesses. Pleitos legítimos sempre surgirão diante de abusos patronais.

Os médicos trabalhadores dos serviços públicos e privados de Juiz de Fora e região têm uma dupla razão para comemorar: o êxito completo do processo eleitoral e a adesão do Sindicato a uma entidade do nível da c Federação Médica Brasileira.

Parabéns a todos!

Guarulhos abre processo seletivo para contratar médicos de quatro especialidades | Prefeitura de Guarulhos

A Prefeitura de Guarulhos está com inscrições abertas até o dia 4 de dezembro para o processo seletivo de contratação emergencial de quatro especialidades médicas. As vagas são para médico pediatra urgência e emergência, médico pediatra ambulatorial, médico cardiologista ambulatorial e médico ambulatorial (clínico geral).
 
A carga é de 24 horas semanais com remuneração de R$ 7.429,84 para a função de médico pediatra urgência e emergência e de 20 horas semanais e salário de R$ 6.315,36 para as demais especialidades. Os contratados também terão direito a vale-transporte (opcional) e vale-refeição ou alimentação no valor de R$ 1.000, além de gratificação. 
 
Interessados podem se inscrever pelo e-mail selecaosaude@guarulhos.sp.gov.br
— Ler em www.guarulhos.sp.gov.br/article/guarulhos-abre-processo-seletivo-para-contratar-medicos-de-quatro-especialidades

COVID-19: Vacina salvou 54 mil mortes de idosos no Brasil em 8 meses –

A vacina poderia ter salvo muito mais vidas. Infelizmente o negacionismo do governo federal e o apoio ao negacionismo na extrema direita, inclusive médicos, causou uma tragédia análoga ao genocídio. Esperamos que os processos decorrentes das investigações da CPI da COVID não deixe esses monstros impunes.

A vacinação contra a COVID-19 salvou a vida de 54 a 63 mil idosos durante os primeiros oito meses de 2021. Também evitou de 158 mil a 178 mil internações de pessoas com 60 anos ou mais em hospitais brasileiros, no mesmo período. Os números, divulgados na revista científica The Lancet Regional Health Americas, podem ser ainda melhores. Isso porque fazem parte de uma análise considerada “conservadora” pelos autores do estudo, integrantes do Observatório COVID-19 BR.
— Ler em www.em.com.br/app/noticia/saude-e-bem-viver/2022/11/22/interna_bem_viver,1424127/covid-19-vacina-salvou-54-mil-mortes-de-idosos-no-brasil-em-8-meses.shtml

Médicos do país criam documento com propostas para os primeiros 100 dias do governo Lula

Médicos e entidades que representam a classe debateram neste sábado, por zoom, ao longo de 3 horas, propostas na área de saúde para serem executadas nos primeiros 100 dias do governo Luiz Inácio Lula da Silva. Elas serão entregues a Geraldo Alckmin e Aloizio Mercadante, coordenadores do grupo de transição do governo Lula.
Liderada pela cardiologista e intensivista Ludhmila Hajjar, a reunião teve a participação de 25 profissionais de saúde das mais variadas especialidades. Entre eles, os infectologistas Julio Croda, Alexandre Naime, Luana Araújo, Rosana Richtmann e Alberto Chebato, a pneumologista Margareth Dalcomo, o oncologista e ex-ministro Nelson Teich, os epidemiologistas Wanderson Oliveira e Pedro Hallal e o pesquisador brasileiro da Universidade de Nebraska, nos Estados Unidos, André Kalil.
Entre as propostas que serão formalizadas, estão as seguintes:
– Reestabelecer imediatamente o protagonismo do Ministério da Saúde na área de comunicação. Isso vai resultar em benefícios imediatos para a população;
– Revisão imediata das formações das câmaras técnicas e núcleos do Ministério da Saúde para incluir pessoas técnicas qualificadas e de sociedades médicas para ter a ciência como protagonista;
– Uniformizar o calendário da vacinação de Covid-19 no país – Lidar com transparência e velocidade na compra e distribuição de vacinas de covid-19 para o ano de 2023
– Agir rapidamente para evitar risco de desabastecimento de vacinas, insumos, medicamentos, testes e insumos;
– Dar total independência às agências de saúde para se ter a ciência determinado as políticas públicas;
– Ter políticas específicas de cuidado de doentes críticos, idosos, e na área de saúde mental.
— Ler em valor.globo.com/politica/noticia/2022/11/19/mdicos-do-pas-criam-documento-com-propostas-para-os-primeiros-100-dias-do-governo-lula.ghtml

Sindicato lamenta descaso da Fifa com direitos humanos no Catar

A Anistia Internacional e a Human Rights Watch, organizações de defesa dos direitos humanos, pediram à Fifa indenização às famílias de trabalhadores mortos no processo. O número de vítimas das violações trabalhistas é incerto, mas pode chegar a cerca de 6.500. Da mesma forma, a Federação Internacional de Sindicatos ICM (Internacional de Trabalhadores na Construção e na Madeira) luta desde o início da empreitada em defesa do direito desses trabalhadores. Eles são, majoritariamente, da Índia, Paquistão, Nepal, Bangladesh e Siri Lanka
— Ler em www.redebrasilatual.com.br/trabalho/sindicato-lamenta-descaso-da-fifa-com-direitos-humanos-no-catar/

Estádios magníficos foram construídos para deleite de quem pode pagar. Essas construções portentosas, feitas sem medidas adequadas de segurança do trabalho, deixaram milhares de mortos anônimos, que não serão lembrados pelo público e pelos patrocinadores.

Morre Marco Aurélio Da Ros, referência na luta pelo SUS

Faleceu nesta quarta, 16/11, o sanitarista e referência na Medicina de Família e Comunidade Marco Aurélio Da Ros, aos 72 anos. Ros foi membro da primeira turma de residência em Medicina Geral Comunitária do Grupo Hospitalar Murialdo, em 1976. Visto como subversivo pela ditadura, chegou a ser preso e teve seus avanços na carreira dificultados, mas sempre foi militante ativo do direito à saúde. “Marcão, como era conhecido por estudantes, colegas e demais militantes do movimento sanitário, foi um aguerrido militante pelo direito à saúde, bandeira política e científica que ganhou materialidade nos debates e na construção do Sistema Único de Saúde (SUS), o qual tanto se orgulhava de ser um dos construtores. A Abrasco se solidariza com a família, amigos e alunos, e lembrará da trajetória de Marcão em prol da Saúde Coletiva brasileira e latino-americana”, lamentou a Associação Brasileira de Saúde Coletiva em seu site.
— Ler em outraspalavras.net/outrasaude/morre-marco-aurelio-da-ros-referencia-na-luta-pelo-sus/

Comissão debaterá disponibilização de novos medicamentos para tratamento de câncer no SUS – Notícias – Portal da Câmara dos Deputados

“Um dos grandes entraves no enfrentamento ao câncer no Brasil é o financiamento do Sistema Único de Saúde (SUS) que, apesar de ser um dos maiores e mais complexos sistemas de saúde pública do mundo e garantir o acesso universal dos pacientes, sem discriminação, precisa de grandes e esperados avanços emergenciais, como atualização nos valores pagos para cada ciclo de tratamento de diferentes neoplasias e incorporações de novos procedimentos, medicamentos e tratamentos”, ressalta o presidente da comissão, deputado Weliton Prado (Pros-MG), que pediu o debate
— Ler em www.camara.leg.br/noticias/920378-comissao-debatera-disponibilizacao-de-novos-medicamentos-para-tratamento-de-cancer-no-sus/

Justiça manda suspender salários de médicos que extrapolam o teto – Folha de Boa Vista

Extrapolar o teto é prerrogativa do Judiciário.

Justiça manda suspender salários de médicos que extrapolam o teto – Folha de Boa Vista
— Ler em folhabv.com.br/

Rio Saúde: Processo Seletivo admite médicos com salários de até 15 mil

Seleção é destinada ao preenchimento de 18 vagas ofertadas em diferentes especialidades; confira
— Ler em www.pciconcursos.com.br/noticias/rio-saude-processo-seletivo-admite-medicos-com-salarios-de-ate-15-mil