Sindicato e cidadania: Greve é política, sim!

José Serra não negocia com a representação classista dos policiais civis de São Paulo. Tentar desqualificar o movimento dizendo que ele é político. O presidente do Sindicato dos Policiais Civis nega que a greve seja

Nesse ponto o Governador está certo. Toda greve é política, é um ato político de protesto contra alguma política pública que não contempla todas as pessoas. Os policiais civis protestam contra a incompetência do Governo de José Serra, do PSDB, para construir uma política decente de recursos humanos para os trabalhadores públicos do setor de segurança pública. E os policiais foram à greve e ao protesto em reação à incompetência de José Serra para construir um canal de negociações eficiente entre o Governo e a categoria. A greve é política sim. E nasceu de incompetência do José Serra. Esses são os fatos que não se pode esconder.

Sendo os sindicalistas igualmente cidadãos, bem como os sindicalizados e os trabalhadores da base representada pelo sindicato, votam, pagam impostos e são aptos para os atos da vida civil. Não pode o Governador José Serra cassar os direitos políticos dos sindicalistas. A greve é política, sim. Expõe as incapacidades do Governo do Estado de São Paulo. Se José Serra deseja que não existam greves políticas, que corrija, que negocie, que entenda que servidores públicos devem ser tratados com honestidade e decência.

O Presidente Lula também criticou Serra. “Quem não quer ser cobrado pelo povo que não entre no governo… isso (o protesto dos policiais civis) é democracia. Por que eu vou ficar nervoso se sindicalista for para Brasília para fazer passeata? Tem é que fazer mesmo.”

Presidente da Força Sindical, o deputado Paulo Pereira da Silva (PDT-SP), disse que não falaria durante o evento para evitar críticas de uso eleitoreiro da greve dos policiais civis e informou que na terça-feira representantes da classe se reunirão com o ministro da Justiça, Tarso Genro.

A notícia pode ser conferida em:

http://tinyurl.com/6fgzl9

Os dirigentes sindicais dos oito sindicatos que compõem a representação classista dos policiais civis de São Paulo reafirmaram que a greve não tem conotação eleitoral e se reuniram com dirigentes das centrais sindicais.

A notícia pode ser conferida em http://tinyurl.com/6hfe8p .

Em São Paulo o movimento grevista continua repercutindo e obtendo apoios. O Sindicato que representa os trabalhadores do sistema penitenciário lançou nota de apoio aos policiais civis e ameaça entrar em greve. A decisão será discutida em Assembléia Geral da categoria.

Em nota divulgada o sindicato avaliou que a intenção do governo José Serra é desqualificar o movimento grevista da Polícia Civil, o que a entidade considera um desrespeito a todos os servidores públicos. Por isso, decidiu apoiar integralmente à paralisação e propor aos agentes cruzar os braços em solidariedade aos policiais.

A notícia pode ser conferida em http://tinyurl.com/58rale

Technorati : , , , , , , , , , ,
Zooomr : , , , , , , , , , ,

Comente ou deixe um trackback: URL do Trackback.

Comentários

  • telma correia neves  On 3 -janeiro- 2012 at 12:10 pm

    gostria de saber uma informação.na lei meu marido ja tem 57 anos,ja contribui com trinta e dois anos,ele tem direito aposentar.pois o inss barra qual o motivo.nao consigo enteder.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: