Sorocaba: Médicos do HC podem suspender greve por novo PCCS e se não houver repressão

Médicos do HC desistem de reajuste e greve pode terminar nesta terça
Nova proposta, que reivindica reembolso das horas descontadas e suspensão de sindicância, será apresentada ao governo

05/12/2011 – 15:31

Da redação

Alterar o tamanho da letra A+A-

Os médicos assistentes do Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto, que estão em greve há 165 dias, apresentaram uma nova proposta para encerrar a paralisação. Eles desistem da equiparação salarial com médicos que trabalham em outros hospitais estaduais de Ribeirão Preto, mas reivindicam o reembolso das horas descontadas nos cinco meses e meio de greve e a suspensão de uma portaria que determina a sindicância do comportamento de médicos grevistas.

A proposta foi protocolada na Secretaria Estadual de Saúde e na superintendência do HC e deve ser discutida nesta terça-feira (6).

“Estamos dispostos a encerrar a greve se tudo voltar a ser como era em abril (antes da greve). Sem o desconto de horas e sem retaliação aos médicos”, afirma o diretor do Sindicato dos Médicos e membro do comitê de greve, Dr. Ulysses Strogoff de Matos.

De acordo com o diretor do sindicato, os médicos decidiram esperar pelo plano de cargos e salários proposto para a categoria, que deve ser apresentado pelo governo estadual, que elevaria o piso a um patamar semelhante ao solicitado pelos grevistas.

“Temos a promessa do secretário da Saúde (Giovanni Guido Cerri) e do líder do governo (Deputado Samuel Moreira) de que esse projeto deve ser enviado à Assembleia Legislativa ainda neste mês e começar a tramitar na primeira sessão de 2012”, afirma Dr. Matos.

Para o superintendente do hospital, Dr. Marcos Felipe de Sá, a proposta dos médicos não aponta uma solução para a greve

“Ao invés de ser conciliadora, ela aprofunda ainda mais o poço entre os médicos e o HC”, afirma o gestor que afirmou também que não tem autonomia para decidir sobre as reivindicações. “Vou deixar para o governo decidir porque o que eles estão pedindo foge da minha alçada.”

Já a Secretaria de Estado da Saúde informou que as reivindicações dos médicos devem ser levadas diretamente à direção do hospital que tem autonomia para descontar horas extras e propor a abertura de sindicâncias.

Segundo o Dr. Matos, se as reivindicações não forem aceitas, a greve dos médicos irá continuar.
FONTE: eptv.globo.com/ribeiraopreto/noticias/NOT,2,2,382413,Medicos+do+HC+desistem+de+reajuste+e+greve+pode+terminar+nesta+terca.aspx

Comente ou deixe um trackback: URL do Trackback.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: