Arquivos de tags: ASSOCIAÇÃO MÉDICA DE MINAS GERAIS

Entidades médicas de Belo Horizonte não vão se reunir mais com Ministro da Saúde

A reunião anunciada entre a Associação Médica de Minas Gerais, o Conselho Regional de Medicina de Minas Gerais e o Sindicato dos Médicos de Minas Gerais e o Ministro da Saúde, Sr. Ricardo Barros, foi definitivamente cancelada. Pelo menos é o que diz o site do Sindicato dos Médicos de Belo Horizonte.

Na página da AMMG, não há anúncio do cancelamento, pelo menos até o momento ( confira em https://ammg.org.br/ )

A reunião seria feita algumas semanas depois que o então ministro fez declarações desrespeitosas à classe médica, citando o velho preconceito de que “os médicos fingem que trabalham”, em referência aos salários pífios e à precarização do trabalho que o serviço público tradicionalmente dedica à classe médica.

Acreditamos que o cancelamento foi causado pela forte reação de muitos segmentos da classe médica mineira e brasileira, inclusive do Sindicato dos Médicos de Juiz de Fora e da Zona da Mata de Minas Gerais, denunciando a inconveniência desse encontro nesse momento.

A página do Sindicato dos Médicos de Minas Gerais diz que o cancelamento foi decisão do ministro. Pode ser. Não apuramos ainda o fato e não sabemos se o cancelamento foi ato de sensibilidade do ministro ou das entidades médicas de Belo Horizonte. Eles dizem que foi do ministro.

http://www.sinmedmg.org.br/visualizacao-de-noticias/ler/10958/comunicado-urgente-aos-medicos-ministro-da-saude-cancela-a-reuniao-agendada-com-as-entidades-medicas-hoje-4-de-setembro

Anúncios

Ministro que disse que médicos fingem que trabalham será recebido por entidades médicas de BH

Causou enorme indignação na comunidade médica brasileira a declaração do Ministro Ricardo Barros, recentemente delatado na Operação Quadro Negro, que os médicos “fingem que trabalham”. Houve até a campanha #ForaBarros. Surpreendente as entidades médicas de Belo Horizonte – AMMG, CRMMG e SINDMEDMG – vão receber o ministro questionado, sob alegação de que será a “pedido do ministro”. Que forças estranhas e interesses obscuros se movem debaixo dos panos dessa estranha reunião?

Sendo Ricardo Barros ainda ministro da Saúde, e portanto, responsável pelo SUS no PLANO federal, procurar as entidades médicas nacionais? Ou, como alternativa, as entidades de estados como São Paulo e Rio de Janeiro, que concentram mais médicos que Minas Gerais? Que forças ocultas determinam essa estranha reunião, há poucas semanas da campanha “Fora Barros”, desencadeada pelas declarações depreciativas do ministro contra classe médica. Há muitas explicações faltando e várias perguntas que não querem calar.

http://www.sinmedmg.org.br/visualizacao-de-noticias/ler/10956/sinmed-mg-crmmg-e-ammg-ministro-da-saude-ricardo-barros-vem-a-bh-dia-4-de-setembro-para-falar-sobre-a-situacao-do-ms