Arquivos de tags: blog

FELIZ NATAL E PRÓSPERO ANO NOVO. Mas nem tudo são flores

FAX SINDICAL

Data: 15 DE DEZEMBRO DE 2018

———————————————————–

Sindicato dos Médicos de Juiz de Fora e da Zona da Mata de MG

———————————————————–

FELIZ NATAL.

O Sindicato dos Médicos de Juiz de Fora e da Zona da Mata de Minas Gerais deseja a todos os colegas, amigos e leitores, um Feliz Natal e Próspero Ano Novo.

Mas nem tudo são flores. Funcionários públicos de muitos estados e municípios brasileiros não sabem quando receberão seu décimo terceiro salário. Muitos estão com salários parcelados ou atrasados. São pessoas que exercem funções de responsabilidade em serviços essencais ou de relevância social inegável, como nos casos da saúde e seguridade social, segurança pública, educação. São trabalhadores do setor público que garantem direitos importantes que são prometidos a todos os brasileiros.

Que o espírito de Natal ilumine a classe política e os atuais e futuros governantes com um solução urgente e necessária para esse padecimento que prejudica, fundamentalmente, milhões de usuários de serviços públicos e causa privações e apreensões em milhões de servidores públicos e suas famílias.

——————————————————–

MAIS DO QUE NUNCA É NECESSÁRIO ENTENDER A IMPORTÂNCIA DE SE TER UM SINDICATO PARA A DEFESA DO TRABALHO, EMPREGO, SALÁRIO, RENDA E DIREITOS

É um motivo para reflexão individual honesta, extensiva a todas as pessoas que trabalham, que dependem de salário, de aposentados, pensionistas ou para quem pretende se aposentar, a necessidade ou não da existência de um sindicato.

É importante ler o que se segue para notar se tem ou não coerência. Por causa da chamada “reforma trabalhista”, patrocinada pelo governo Temer, que acabou com o modelo de financiamento dos sindicatos adotado desde a era Vargas, resultando, em decorrência, um enfraquecimento momentâneo dos sindicatos que representam todas as classes de trabalhadores. Esse enfraquecimento veio junto com as propostas de reforma trabalhista e previdenciária, que criarão condições mais duras para futuros contratos de trabalho e futuras aposentadorias. A imposição por parte da maioria dos políticos e dos interesses que eles representam dessa agenda, a trabalhadores e aposentados, tanto no setor privado como no setor público, será imensamente facilitada e terá consequências difíceis de suportar se houver um movimento sindical fraco.

Os sindicatos são úteis na defesa de direitos coletivos e individuais relativos ao trabalho, sua remuneração, sua contratação e suas condições. Também atuam em questões pontuais de conflitos nessa relação entre empregador (ou seus representantes) e empregado. Os sindicatos são entidades perfeitamente democráticas, sendo suas diretorias eleitas pelo voto direto e todas as suas principais decisões tomadas em assembleias onde todos os presentes podem se manifestar e votar.

Será melhor ter ou não um sindicato representativo e organizado, dotado de recursos básicos para cumprir a sua missão? Essa pergunta poderá e deverá ser respondida por cada um que ler essas linhas e se dispuser a uma reflexão honesta sobre o assunto aqui tratado. Já sabiam os antigos que “a união faz a força”. E não é diferente quando falamos de uma união de profissionais em defesa de seus direitos mais elementares relativos ao seu trabalho, que é seu ganha pão.

———————————————————–

Azeredo quer suprimir liberdade para blogs

A coluna de Miguel do Rosário, no jornal eletrônico VERMELHO informa sobre as manobras do senador Eduardo Azeredo (PSDB-MG; o mesmo das denúncias da época do mensalão) em impingir um projeto que restringe a liberdade de opinião em blogs. O projeto de Azeredo é uma ameaça à liberdade de informação e ameaça criar uma faixa marginal na Internet brasileira aos que querem fazer valer o seu direito de opinião. Nos meios blogueiros, há uma grande atenção em relação à tramitação do projeto. Transcrevemos abaixo a coluna do Miguel do Rosário para apreciação de nossos leitores:

8 DE DEZEMBRO DE 2008 – 23h14
Miguel do Rosário: os paladinos da liberdade x blogueiros

Engraçado. Antes jactavam-se de ser paladinos da liberdade. Agora se tornaram carrascos. O senador Eduardo Azeredo tenta emplacar um projeto que restringe a liberdade de opinião de blogs, e Diogo Mainardi faz um podcast em que defende, sempre em seu costumeiro tom de brincadeira, o fim dos blogueiros profissionais.

Por Miguel do Rosário, no blog Óleo do Diabo

Essa agressividade contra blogueiros é sintomática. E contraproducente, e ignorante. Mainardi menospreza e subestima o poder dos blogueiros (“velhos jornalistas de terceira linha”). No Brasil são criados, diariamente, milhares de blogs. Nos Estados Unidos, há blogs que já faturam mais que o NYTimes, como é o caso do Huffington Post.

E os mesmos que viviam protestando contra a ditadura do politicamente correto, afirmando que se tratava de um vício esquerdista, agora atacam o presidente por ter falado “sifu”, num contexto divertido, que descontraiu o ambiente e provocou gargalhadas no público. Onde estava a sua liberalidade? Vale para todo mundo, menos para o presidente? Têm saudades de FHC, sempre educado? A maioria esmagadora da população não tem.

Na pesquisa do Datafolha divulgada hoje (Nota da Redação: o texto é de 5 de dezembro), mostrando outro recorde de popularidade de Lula, um gráfico que me impressionou é um que mostra FHC como o presidente mais impopular desde a redemocratização. No segundo mandato, sua melhor avaliação (isso mesmo, o seu pico de popularidade!) foi uma aprovação de 31%!

*

A ascensão de Lula junto aos segmentos mais escolarizados tem um significado claro. A classe média está caindo em si. Esse apoio será particularmente importante em caso de agravamento da crise econômica, porque é um setor que, teoricamente, é mais esclarecido em relação às turbulências internacionais.

O que realmente me choca é constatar que, cada vez mais, a direita torce para a situação brasileira piorar. Mesmo sem a garantia de que esta piora significará lucro político, a direita torce contra o Brasil. Por inveja, má-fé, mau-caratismo. Não importa que uma piora corresponda a sofrimento, à fome, a desemprego, a crescimento da criminalidade. É nojento, é criminoso.

Depois perdem ainda mais votos e seus assessores de imprensa, ou seja, os colunistas de jornal, vem à público afirmar que um governo sem oposição é uma ditadura. Ora, então que façam oposição construtiva, voltada aos interesses maiores do país! Para começar, defendam a queda nos juros! Ataquem os bancos, que cobram spreads absurdos! Cobrem uma reforma agrária mais ágil e efetiva!

Não é difícil ser oposição, o difícil é escolher as bandeiras certas. A direita, com suas bandeiras eternamente anti-trabalhistas, não tem futuro, porque 99% do eleitorado pertence à classe trabalhadora. Dialoguem com os sindicatos, com as centrais, com os pequenos agricultores! Não é jantando com Antonio Ermírio de Moraes que a oposição irá crescer eleitoralmente.

Por que Serra é tão cruel e mesquinho com seus funcionários públicos, com médicos, policiais e professores? Por que é tão rápido em liberar bilhões para magnatas da indústria automobilística e obriga seus policiais a uma batalha desgastante, sofrida, de meses, para obterem míseros pontos percentuais de aumento salarial, que mal recompõem perdas inflacionárias? Deus!

Apesar do meu lema Delenda Serra, eu não quero o mal de Serra, não desejo um governo ruim pra ele. Queria, para o bem do Brasil, que ele fizesse uma boa administração.

*

Ontem assisti ao filme O Crocodilo, do italiano Nanni Moretti. Fala de um produtor decadente que decide fazer uma derradeira aposta, e aceita produzir um filme de uma jovem roteirista e diretora. O filme é uma denúncia política deliberada e explícita contra Silvio Berlusconi. Há um trecho em que Berlusconi repete o mantra da direita mundial: “Menos Estado, mais privado”. O filme repete a cena várias vezes. Menos Estado, mais privado. Menos Estado, mais privado. Parece até o lema do PSDB.

É uma lema mafioso, espertinho. Menos Estado para os trabalhadores, para o povo, e mais Estado para empreiteiras, bancos, firmas que terceirizam trabalho, donos de jornais, enfim toda a súcia de amiguinhos do rei. A estratégia neoliberal foi desmascarada com essa crise. Essa é a herança do neoliberalismo: trilhões de dólares de prejuízo aos governos, várias guerras, países devastados por desemprego e miséria, aids fora de controle, risco de epidemias globais.

Tudo porque a ideologia neoliberal obstruiu a consolidação e fortalecimento dos organismos internacionais, que poderiam levar saúde, emprego, crédito, às nações menos desenvolvidas, e elaborar regulamentação mais racional para os mercados financeiros.

Fonte:http://www.vermelho.org.br/base.asp?texto=47919

Technorati Tags: , , , , , , , , , ,

Blog sobre acontecimentos estranhos nas eleições de Juiz de Fora.

"Eu sei o que vocês fizeram na eleição passada." Com esse título já está no ar um blog que irá colecionar depoimentos e materiais sobre os fatos ocorridos em Juiz de Fora, no dia 26 de outubro de 2008, e que embaçaram a normalidade das eleições municipais e do processo democrático.

O blog pode ser encontrado no endereço http://transparenciajf.blogspot.com

Esses depoimentos e materiais são um primeiro e importante passo para historiar um dos processos eleitorais mais discutíveis da história recente de Minas Gerais.

Eis a apresentação do blog:

Apresentação
As imagens ainda não se apagaram em nossas retinas. Janelas se abrindo, cortina correndo, a sala varrida de sol e flores. Era assim a abertura do programa eleitoral da chapa Margarida-Ivan Barbosa, devolvendo a esperança para a nossa cidade recém-despertada do pesadelo Bejani. Era assim que esperávamos o amanhecer da segunda-feira, dia 27 de outubro, pois ninguém podia imaginar que a véspera seria um dia de rapina.

Perder eleições, vencer eleições - é a regra do jogo democrático. Despertar e manipular preconceitos ferozes, difamar, mentir, tramar expedientes desonestos, comprar votos derramando uma quantidade incalculável de dinheiro de procedência desconhecida - foi isso que a cidade viu no dia do 2º. turno das eleições. Por que agora esse silêncio? A polícia viu, mas viu logo depois do ocorrido; ouviu, mas não conseguiu discernir bem o que ouvia no meio do ruído; chegou, mas um pouco depois de acontecer; registrou, mas de modo não conclusivo.

E, no entanto, o eleitor comum, o eleitor que acolheu a proposta da Margarida e também (por que não?) muita gente de boa-fé que votou no Custódio, todos que quisemos ver, vimos, quem quis saber, soube. Os métodos a que recorreu o PSDB para a vitória eleitoral são uma afronta à cidade, uma violência contra a consciência democrática.

Este não é um blog para reivindicar um "3º. turno", não é um blog póstumo de uma campanha terminada, não é um blog do PT. É um blog em defesa da sociedade, em defesa da ética na política. É um blog que se insurge contra o silêncio, aliado da impunidade. É um blog para você falar, contar o que viu, o que ouviu, o que sabe, um blog para que não fiquemos com vergonha de termos permanecido inertes enquanto se rompia a casca do ovo da serpente.

Technorati : , , , , , , , , , ,
Zooomr : , , , , , , , , , ,

Caso de censura política à Internet em Minas Gerais. Mais um!!!

Cerceamento do direito à informação.

O Fax Sindical já veiculou protestos contra a retirada do ar do site do Novojornal, feita em Belo Horizonte, porque o site não agradava ao Aécio Neves e sua turma. Do mesmo modo, o equívoco que tirou do ar o site twitter.org foi deplorado na internet. Agora, mais uma vez, a censura retira do ar o blog http://omarperes.blogspot.com Ele foi retirado do ar, com prontidão, pela Justiça, por publicar uma matéria na qual o autor, o empresário Omar Peres, expunha dez razões pelas quais ele não votaria no candidato situacionista, apoiado por Aécio Neves, Custódio de Matos. Essa prática de censura na Internet, em período eleitoral, necessita de melhor avaliação. Se a lei, por um lado, tenta coibir difamadores, por outro lado não pode cercear o livre exercício do direito de opinião. De qualquer modo, esse cerceamento já é uma derrota moral para a candidatura do Sr. Custódio de Matos, que a requereu na Justiça. Os pilares da democracia hão de se tornar mais fortes mesmo durante essa tempestade que ofusca a Liberdade em Minas Gerais.

“Liberdade, essa palavra
que o sonho humano alimenta
que não há ninguém que explique
e ninguém que não entenda.”
Cecília Meireles, em Romanceira da Inconfidência

Technorati : , , , , , , , , ,
Zooomr : , , , , , , , , ,