Arquivos de tags: Internet

FELIZ NATAL E PRÓSPERO ANO NOVO. Mas nem tudo são flores

FAX SINDICAL

Data: 15 DE DEZEMBRO DE 2018

———————————————————–

Sindicato dos Médicos de Juiz de Fora e da Zona da Mata de MG

———————————————————–

FELIZ NATAL.

O Sindicato dos Médicos de Juiz de Fora e da Zona da Mata de Minas Gerais deseja a todos os colegas, amigos e leitores, um Feliz Natal e Próspero Ano Novo.

Mas nem tudo são flores. Funcionários públicos de muitos estados e municípios brasileiros não sabem quando receberão seu décimo terceiro salário. Muitos estão com salários parcelados ou atrasados. São pessoas que exercem funções de responsabilidade em serviços essencais ou de relevância social inegável, como nos casos da saúde e seguridade social, segurança pública, educação. São trabalhadores do setor público que garantem direitos importantes que são prometidos a todos os brasileiros.

Que o espírito de Natal ilumine a classe política e os atuais e futuros governantes com um solução urgente e necessária para esse padecimento que prejudica, fundamentalmente, milhões de usuários de serviços públicos e causa privações e apreensões em milhões de servidores públicos e suas famílias.

——————————————————–

MAIS DO QUE NUNCA É NECESSÁRIO ENTENDER A IMPORTÂNCIA DE SE TER UM SINDICATO PARA A DEFESA DO TRABALHO, EMPREGO, SALÁRIO, RENDA E DIREITOS

É um motivo para reflexão individual honesta, extensiva a todas as pessoas que trabalham, que dependem de salário, de aposentados, pensionistas ou para quem pretende se aposentar, a necessidade ou não da existência de um sindicato.

É importante ler o que se segue para notar se tem ou não coerência. Por causa da chamada “reforma trabalhista”, patrocinada pelo governo Temer, que acabou com o modelo de financiamento dos sindicatos adotado desde a era Vargas, resultando, em decorrência, um enfraquecimento momentâneo dos sindicatos que representam todas as classes de trabalhadores. Esse enfraquecimento veio junto com as propostas de reforma trabalhista e previdenciária, que criarão condições mais duras para futuros contratos de trabalho e futuras aposentadorias. A imposição por parte da maioria dos políticos e dos interesses que eles representam dessa agenda, a trabalhadores e aposentados, tanto no setor privado como no setor público, será imensamente facilitada e terá consequências difíceis de suportar se houver um movimento sindical fraco.

Os sindicatos são úteis na defesa de direitos coletivos e individuais relativos ao trabalho, sua remuneração, sua contratação e suas condições. Também atuam em questões pontuais de conflitos nessa relação entre empregador (ou seus representantes) e empregado. Os sindicatos são entidades perfeitamente democráticas, sendo suas diretorias eleitas pelo voto direto e todas as suas principais decisões tomadas em assembleias onde todos os presentes podem se manifestar e votar.

Será melhor ter ou não um sindicato representativo e organizado, dotado de recursos básicos para cumprir a sua missão? Essa pergunta poderá e deverá ser respondida por cada um que ler essas linhas e se dispuser a uma reflexão honesta sobre o assunto aqui tratado. Já sabiam os antigos que “a união faz a força”. E não é diferente quando falamos de uma união de profissionais em defesa de seus direitos mais elementares relativos ao seu trabalho, que é seu ganha pão.

———————————————————–

Planos de carreira e salário digno são fundamentais para outra médicos brasileiros

Não é nova a elaboração de uma proposta de plano de cargos, carreira e salário para os médicos do setor público e do setor privado. Essa proposta deve orientar a luta dos médicos, ao lado da causa do piso salarial nacional. A sua consideração é importante para evitar a dispersão de forças da categoria, a pulverização de reivindicações necessárias, mas desordenadas, e o enfraquecimento da capacidade de mobilização, reivindicação e luta da classe médica.
Veja o vídeo em http://www.youtube.com/watch?v=I7rz7gdYDVE&feature=youtube_gdata_player
Caso não funcione, selecione, copie e cole no seu navegador de InternetFenam já apresentou proposta de plano de carreira para médicos

Novo portal poderá ajudar a fiscalizar gestores públicos de saúde

O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, lançou hoje o Portal Saúde com Mais Transparência, que divulgará as transferências de recursos do ministério a estados e municípios, tanto por repasses diretos quanto por convênios, as licitações em curso no órgão e os planos e relatórios de gestão da União, dos Estados e dos municípios.

A nova ferramenta, desenvolvida em parceria com a Controladoria-geral da União (CGU), permite ao cidadão acompanhar como é gasto o dinheiro da saúde pública, reforçando o controle social sobre os recursos do Sistema Único de Saúde. “É fundamental a participação da sociedade, gestores e conselheiros de saúde no aprimoramento do acesso às informações públicas e no combate ao desperdício de recursos. Mais do que um compromisso de gestão, está ferramenta é um novo canal entre o ministério e os cidadãos”, avalia Padilha.

No site, é possível visualizar as transferências por bloco de financiamento – Atenção Básica, Assistência Farmacêutica, Gestão do SUS, Média e Alta Complexidade, Vigilância em Saúde e Investimento – desde 2005, mês a mês. Além da consulta online, é possível fazer download das planilhas. Todos os cidadãos poderão também consultar a quantidade e os valores de convênios firmados com o Ministério da Saúde, que poderão ser confrontados com os Planos de Saúde dos estados e municípios, instrumentos de planejamento das ações de estados e municípios.

Os gestores locais alimentarão o portal com a situação das metas físicas de seus planos e com o Relatório Anual de Gestão, documento que deve ser aprovado pelos respectivos conselhos de saúde e que comprova a aplicação de recursos do SUS. Além do monitoramento das movimentações financeiras, o portal traz informações atualizadas sobre programas do ministério e a infraestrutura de saúde no país, como a quantidade de equipes do programa Saúde da Família por município e o número de Unidades Básicas de Saúde (UBS) e de estabelecimentos do Farmácia Popular.

Fonte: Milton Júnior, Agência Saúde

Prontuário Eletrônico permite melhorias para médicos e pacientes

Ferramenta já é utilizada em São José dos Campos Por Cláudia Borges

Quem procura o médico, confia. Mas como se certificar de que o profissional da saúde que está atendendo tem conhecimento sobre a sua ficha, com detalhes importantes de tratamentos feitos, alergias a remédios e anotações importantes na hora de receitar um medicamento? As respostas dessas e de outras perguntas feitas pelo médico agora podem se apresentar por meio do prontuário eletrônico. O sistema é uma maneira mais prática e, principalmente, mais segura do acesso ao histórico do paciente. O prontuário eletrônico é uma ferramenta que garante a interação, por parte do médico, de todas as informações contidas na ficha da pessoa, ou seja, um sistema que unifica todos os dados clínicos dos pacientes. Para facilitar a comunicação com outros sistemas de centros de diagnósticos e hospitais, a tecnologia do prontuário eletrônico universal segue padrões internacionais.

No Vale, a única cidade que adotou o sistema é São José dos Campos, no Centro de Práticas Supervisionadas (CPS) da Universidade do Vale do Paraíba. A empresa que desenvolve o prontuário eletrônico existe há 3 anos, mas a comercialização nacional do prontuário eletrônico aconteceu só no ano passado. Atualmente, são mais de cem mil exames processados por dia.

FACILIDADES

Organiza e centraliza todas as informações de saúde do paciente em um único lugar; Personalizável a todas as especialidades de saúde; Transforma o acervo de prontuários em papel em um acervo digital, que pode ser armazenado com segurança por tempo indeterminado. Possibilidade de importação de dados de outros softwares – sem perda do histórico ao migrar para o prontuário eletrônico

ELETRÔNICO X COMUM

Oferece a possibilidade de integração com diversos outros sistemas do setor de saúde. Pode ser acessível a qualquer momento, de qualquer lugar; Armazenamento seguro dos dados; Compartilhamento de dados com o corpo clínico.

Fonte http://www.vnews.com.br/noticia.php?id=97064

Rede Social usada na prevenção ao suicídio

A ONG The Samaritans e o Facebook se uniram para criar alerta de suicídios

O Facebook anunciou o lançamento de um sistema que permite que os usuários comuniquem à equipe do site sobre amigos que eles acham que podem estar considerando o suicídio.

A iniciativa é o resultado de uma parceria com a ONG britânica The Samaritans (Os Samaritanos, em inglês), após uma série de casos polêmicos de pessoas que anunciaram suicídios em suas páginas pessoais.

O novo dispositivo consiste em um formulário específico a ser encontrado na Central de Ajuda do Facebook, em que qualquer pessoa pode detalhar as preocupações que tem sobre outro usuário, dizendo seu nome completo, o endereço da página onde ele postou mensagens suspeitas e dando mais detalhes sobre os grupos a que ele pertence.

O formulário é enviado para a equipe de moderadores do site, que podem acionar a polícia imediatamente caso seja reportado algum caso de intenção de suicídio.

Caso não seja necessária uma ação imediata, as informações serão encaminhadas à ONG britânica, que poderá entrar em contato com a pessoa para oferecer aconselhamento.

Segundo representantes do Facebook, sempre foi uma política da empresa notificar a polícia se um usuário estivesse em risco de dano corporal iminente.

Amigos

A ONG The Samaritans diz que o sistema está operando em modo de teste há três meses, durante os quais recebeu muitos relatórios genuínos e nenhum tipo de brincadeiras.

O mecanismo foi criado para ajudar a prevenir casos como o da trabalhadora voluntária britânica Simone Back, de 42 anos, que morreu no Natal de 2010 após tomar uma overdose de remédios.

Back estava deprimida e escreveu sobre sua intenção de se matar em sua página do Facebook.

Muitos de seus contatos no site comentaram a mensagem, mas nenhum deles acionou qualquer alarme.

Segundo a The Samaritans, o novo sistema não foi lançado em relação com um caso específico, mas para conscientizar as pessoas sobre as maneiras como podem obter ajuda.

Em comunicado, a diretora executiva do grupo, Catherine Johnstone, disse que o sistema pretende “aproveitar o poder da amizade”.

“O Facebook é parte da vida diária de muitos de nós e devemos assegurar que as pessoas que estão online terão ajuda quando precisarem.”

O diretor de políticas do Facebook para a Europa, Richard Allan, disse que, com o novo dispositivo, “os amigos serão encorajados a cuidar uns dos outros no Facebook, como fazem na vida real”. BBC Brasil – Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.
http://www.estadao.com.br/noticias/tecnologia,facebook-desenvolve-sistema-para-alerta-de-suicidios,689256,0.htm

Liberdade de imprensa ameaçada em Minas Gerais.

Mais uma vez a liberdade de imprensa em Minas é posta em causa. No eixo do confronto estão o Novojornal e setores do Ministério Público. A matéria do jornal denuncia o poder que alguns segmentos tem de construírem um verdadeiro tribunal de excessão para causas que os interessem. A vítima é a liberdade de informação on-line e a própria liberdade de imprensa. Saiba mais:

Desembargadores do TJMG, oriundos do Ministério Público, violam o Regimento Interno do Tribunal e a Constituição Federal

Diante da negativa de diversos desembargadores do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), oriundos da carreira da Magistratura e não pertencentes ao quinto constitucional do Ministério Público, em ratificar os atos de violência praticados pela promotora Dra. Vanessa Fusco, na condução do inquérito aberto contra o Novojornal por determinação do ex-procurador geral de Justiça Jarbas Soares.

Partidários e ex-companheiros de carreira do ex-procurador que integram o Tribunal de Justiça mineiro, ao arrepio da lei e afrontando o regime democrático, reintroduziram uma prática utilizada apenas em períodos de exceção, como no período do golpe de 64.

A convocação incorreta do desembargador Edwal José de Morais, contrariando o art. 70 § 3º II, do Regimento Interno do Tribunal, somada ao impedimento dos desembargadores Márcia Milanez e Eduardo Brum, por serem interessados na absolvição de seu colega procurador Jarbas Soares, além da participação do desembargador Edelberto Santiago, irmão do promotor Francisco de Assis Santiago, amigo pessoal de Jarbas e inimigo declarado do Novojornal, após a publicação de reportagem denunciando sua omissão na condução do processo relativo à morte da modelo Cristiane em um Flat de Belo Horizonte.

Quando esposas de autoridades mineiras suspeitas de participarem da morte da modelo, o ex-ministro federal, embora intimado na época, deixou de depor por intervenção do procurador da República Aristides Junqueira. Transformaram a 1ª Câmara Criminal do TJMG em “Tribunal de Exceção”.

Há pouco mais de um mês, Novojornal já havia apresentando diversos documentos ao juiz da Vara de Inquéritos da capital comprovando o impedimento e a suspeição da promotora Vanessa Fusco em presidir o inquérito.

Diante da inexistência de provas que fundamentassem sua queixa, a promotora junto com o Tenente Coronel Praxedes, da PM, comandante do serviço de grampo clandestino montado pelo Ministério Público Estadual para municiar o Palácio da Liberdade de informações, partiram para as ameaças e intimidações, inclusive dos advogados que defendem o Novojornal.

Diante destas ocorrências, os advogados representaram perante a OAB-MG e a Corregedoria de Justiça do TJMG.

Conforme constante da última alegação da promotora Vanessa Fusco, na Vara de Inquéritos, ficou claro que a mesma pretende apenas a censura do Novojornal, principalmente em relação ao procurador Jarbas Soares.

No último dia 5 de janeiro, o Diretor Responsável do Novojornal protocolou uma
“Reclamação” dirigida ao Presidente do TJMG, Desembargador Sérgio Resende, para que o mesmo anulasse os atos praticados pelo “Tribunal de Exceção”, em relação ao Mandado de Segurança impetrado.

A distribuição desta Reclamação, “por coincidência”, foi feita para o desembargador Renato Martins Jacob, ex-procurador e corregedor geral do Ministério Público mineiro.

O escritório de advocacia que assessora o Novojornal deve receber ainda esta semana parecer de dois ex-ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) a respeito da possibilidade de solicitação de Intervenção Federal por quebra do Regime Democrático em Minas Gerais.

O que até agora era prática do Ministério Público, Executivo e Assembléia Legislativa de Minas estendeu-se para o Judiciário. “Com o comportamento agora adotado por integrantes do Poder Judiciário, as coisas ficaram mais sérias”, alega o ex-ministro.



Iniciar impressão

06/01/2009, 13:46 – Tribunal de Exceção para o Novojornal

Technorati : , , , , , , , ,
Del.icio.us : , , , , , , , ,

Azeredo quer suprimir liberdade para blogs

A coluna de Miguel do Rosário, no jornal eletrônico VERMELHO informa sobre as manobras do senador Eduardo Azeredo (PSDB-MG; o mesmo das denúncias da época do mensalão) em impingir um projeto que restringe a liberdade de opinião em blogs. O projeto de Azeredo é uma ameaça à liberdade de informação e ameaça criar uma faixa marginal na Internet brasileira aos que querem fazer valer o seu direito de opinião. Nos meios blogueiros, há uma grande atenção em relação à tramitação do projeto. Transcrevemos abaixo a coluna do Miguel do Rosário para apreciação de nossos leitores:

8 DE DEZEMBRO DE 2008 – 23h14
Miguel do Rosário: os paladinos da liberdade x blogueiros

Engraçado. Antes jactavam-se de ser paladinos da liberdade. Agora se tornaram carrascos. O senador Eduardo Azeredo tenta emplacar um projeto que restringe a liberdade de opinião de blogs, e Diogo Mainardi faz um podcast em que defende, sempre em seu costumeiro tom de brincadeira, o fim dos blogueiros profissionais.

Por Miguel do Rosário, no blog Óleo do Diabo

Essa agressividade contra blogueiros é sintomática. E contraproducente, e ignorante. Mainardi menospreza e subestima o poder dos blogueiros (“velhos jornalistas de terceira linha”). No Brasil são criados, diariamente, milhares de blogs. Nos Estados Unidos, há blogs que já faturam mais que o NYTimes, como é o caso do Huffington Post.

E os mesmos que viviam protestando contra a ditadura do politicamente correto, afirmando que se tratava de um vício esquerdista, agora atacam o presidente por ter falado “sifu”, num contexto divertido, que descontraiu o ambiente e provocou gargalhadas no público. Onde estava a sua liberalidade? Vale para todo mundo, menos para o presidente? Têm saudades de FHC, sempre educado? A maioria esmagadora da população não tem.

Na pesquisa do Datafolha divulgada hoje (Nota da Redação: o texto é de 5 de dezembro), mostrando outro recorde de popularidade de Lula, um gráfico que me impressionou é um que mostra FHC como o presidente mais impopular desde a redemocratização. No segundo mandato, sua melhor avaliação (isso mesmo, o seu pico de popularidade!) foi uma aprovação de 31%!

*

A ascensão de Lula junto aos segmentos mais escolarizados tem um significado claro. A classe média está caindo em si. Esse apoio será particularmente importante em caso de agravamento da crise econômica, porque é um setor que, teoricamente, é mais esclarecido em relação às turbulências internacionais.

O que realmente me choca é constatar que, cada vez mais, a direita torce para a situação brasileira piorar. Mesmo sem a garantia de que esta piora significará lucro político, a direita torce contra o Brasil. Por inveja, má-fé, mau-caratismo. Não importa que uma piora corresponda a sofrimento, à fome, a desemprego, a crescimento da criminalidade. É nojento, é criminoso.

Depois perdem ainda mais votos e seus assessores de imprensa, ou seja, os colunistas de jornal, vem à público afirmar que um governo sem oposição é uma ditadura. Ora, então que façam oposição construtiva, voltada aos interesses maiores do país! Para começar, defendam a queda nos juros! Ataquem os bancos, que cobram spreads absurdos! Cobrem uma reforma agrária mais ágil e efetiva!

Não é difícil ser oposição, o difícil é escolher as bandeiras certas. A direita, com suas bandeiras eternamente anti-trabalhistas, não tem futuro, porque 99% do eleitorado pertence à classe trabalhadora. Dialoguem com os sindicatos, com as centrais, com os pequenos agricultores! Não é jantando com Antonio Ermírio de Moraes que a oposição irá crescer eleitoralmente.

Por que Serra é tão cruel e mesquinho com seus funcionários públicos, com médicos, policiais e professores? Por que é tão rápido em liberar bilhões para magnatas da indústria automobilística e obriga seus policiais a uma batalha desgastante, sofrida, de meses, para obterem míseros pontos percentuais de aumento salarial, que mal recompõem perdas inflacionárias? Deus!

Apesar do meu lema Delenda Serra, eu não quero o mal de Serra, não desejo um governo ruim pra ele. Queria, para o bem do Brasil, que ele fizesse uma boa administração.

*

Ontem assisti ao filme O Crocodilo, do italiano Nanni Moretti. Fala de um produtor decadente que decide fazer uma derradeira aposta, e aceita produzir um filme de uma jovem roteirista e diretora. O filme é uma denúncia política deliberada e explícita contra Silvio Berlusconi. Há um trecho em que Berlusconi repete o mantra da direita mundial: “Menos Estado, mais privado”. O filme repete a cena várias vezes. Menos Estado, mais privado. Menos Estado, mais privado. Parece até o lema do PSDB.

É uma lema mafioso, espertinho. Menos Estado para os trabalhadores, para o povo, e mais Estado para empreiteiras, bancos, firmas que terceirizam trabalho, donos de jornais, enfim toda a súcia de amiguinhos do rei. A estratégia neoliberal foi desmascarada com essa crise. Essa é a herança do neoliberalismo: trilhões de dólares de prejuízo aos governos, várias guerras, países devastados por desemprego e miséria, aids fora de controle, risco de epidemias globais.

Tudo porque a ideologia neoliberal obstruiu a consolidação e fortalecimento dos organismos internacionais, que poderiam levar saúde, emprego, crédito, às nações menos desenvolvidas, e elaborar regulamentação mais racional para os mercados financeiros.

Fonte:http://www.vermelho.org.br/base.asp?texto=47919

Technorati Tags: , , , , , , , , , ,

Lançado novo sistema de prontuário médico eletrônico.

Sistema de prontuário digital lançado pela Panasonic representa um grande avanço em termos de registros digitais de exames e procedimentos médicos, especialmente o prontuário eletrônico e de comunicação interna em instituições de saúde e entre equipes médicas.

O dispositivo a ser fornecido aos médicos é construído como um tipo de notebook mais robustos, como os projetados para viaturas policiais e outros serviços públicos. Ele é resistente e pode ser limpo com álcool ou submetido à assepsia. Tem identificador digital com base em leitor de cartão magnético ou de impressão digital, já que é planejado para o uso por várias pessoas (exemplo: plantonistas de um setor, médicos de uma determinada equipe ou especialidade, etc.). A notícia saiu em http://tinyurl.com/626fdp. E está transcrita abaixo:

Prontuário digital” auxilia médicos e enfermeiros no dia-a-dia

Sáb, 08 Nov, 05h09

Por Raphaela MaiaPUBLICIDADE

A Panasonic lançou, esta semana, um equipamento baseado nos atuais netbooks que poderá ajudar as equipes médicas a terem uma comunicação interna muito mais eficiente. Entre outros recursos, o portátil deve obter informações dos pacientes por meio de LAN wireless.

O produto é construído segundo o conceito de toughbooks. Segundo a Wikipedia, toughbook é o nome dado a uma espécie de laptop mais robusto — geralmente utilizado por quem presta serviços públicos, como policiais e enfermeiros — que a Panasonic vinculou à sua marca. Por ter tamanho reduzido, o toughbook médico da Panasonic é comparável aos pequenos e ágeis netbooks.

A variante de netbook apresenta uma tela LCD com tratamento anti-reflexo e dual touch screen de 10.4 polegadas, com resolução de 1024×768 pixels. Além disso, trata-se de um produto com design ergométrico que se adapta às mãos em duas alças, uma para carregar e outra segurar co firmeza durante a operação. Essa última alça também serve como base de apoio enquanto se utiliza o aparelho em uma mesa, por exemplo.

Chamada H1 Mobile Clinical Assistant, a tablet pode ser desinfetada com álcool, sem qualquer problema, e é resistente a quedas e choques, de acordo com o site GottaBeMobile.com.

O toughbook roda o Windows Vista Business Service Pack 1, com opção de XP Tablet, e possui componentes similares aos de um netbooks: processador Intel Atom de 1.86 GHz, memória RAM de 1 GB e 80 GB de espaço em disco.

Já que a mesma tablet pode ser utilizada por diversas pessoas, há um sistema de checagem de ID com smart card no qual sequer é preciso encostar o cartão para que a leitura de dados ocorra. A identificação de usuários também pode ser feita por meio de leitura de impressões digitais.

A identificação dos pacientes não é diferente. Por intermédio de uma rede Wi-Fi, é possível buscar todo o histórico de uma pessoa: basta posicionar o leitor RF-ID próximo à pulseira de identificação para exibir todo o histórico do paciente. A LAN wireless também pode fazer controle de medicamentos pela leitura de códigos de barra

Para fazer maiores registros, há uma câmera integrada de 2.0 MP que permite fotografar pacientes para arquivo. A tecnologia acompanha Bluetooth e sua bateria de longa duração.

O toughbook estará disponível para venda a partir de janeiro de 2009 e deve custar US$ 2.799. Um vídeo à guisa de press release, fornecido pela Panasonic, pode ser assistido pelo atalho

Technorati : , , , , , , ,
Zooomr : , , , , , , ,

Blog sobre acontecimentos estranhos nas eleições de Juiz de Fora.

"Eu sei o que vocês fizeram na eleição passada." Com esse título já está no ar um blog que irá colecionar depoimentos e materiais sobre os fatos ocorridos em Juiz de Fora, no dia 26 de outubro de 2008, e que embaçaram a normalidade das eleições municipais e do processo democrático.

O blog pode ser encontrado no endereço http://transparenciajf.blogspot.com

Esses depoimentos e materiais são um primeiro e importante passo para historiar um dos processos eleitorais mais discutíveis da história recente de Minas Gerais.

Eis a apresentação do blog:

Apresentação
As imagens ainda não se apagaram em nossas retinas. Janelas se abrindo, cortina correndo, a sala varrida de sol e flores. Era assim a abertura do programa eleitoral da chapa Margarida-Ivan Barbosa, devolvendo a esperança para a nossa cidade recém-despertada do pesadelo Bejani. Era assim que esperávamos o amanhecer da segunda-feira, dia 27 de outubro, pois ninguém podia imaginar que a véspera seria um dia de rapina.

Perder eleições, vencer eleições - é a regra do jogo democrático. Despertar e manipular preconceitos ferozes, difamar, mentir, tramar expedientes desonestos, comprar votos derramando uma quantidade incalculável de dinheiro de procedência desconhecida - foi isso que a cidade viu no dia do 2º. turno das eleições. Por que agora esse silêncio? A polícia viu, mas viu logo depois do ocorrido; ouviu, mas não conseguiu discernir bem o que ouvia no meio do ruído; chegou, mas um pouco depois de acontecer; registrou, mas de modo não conclusivo.

E, no entanto, o eleitor comum, o eleitor que acolheu a proposta da Margarida e também (por que não?) muita gente de boa-fé que votou no Custódio, todos que quisemos ver, vimos, quem quis saber, soube. Os métodos a que recorreu o PSDB para a vitória eleitoral são uma afronta à cidade, uma violência contra a consciência democrática.

Este não é um blog para reivindicar um "3º. turno", não é um blog póstumo de uma campanha terminada, não é um blog do PT. É um blog em defesa da sociedade, em defesa da ética na política. É um blog que se insurge contra o silêncio, aliado da impunidade. É um blog para você falar, contar o que viu, o que ouviu, o que sabe, um blog para que não fiquemos com vergonha de termos permanecido inertes enquanto se rompia a casca do ovo da serpente.

Technorati : , , , , , , , , , ,
Zooomr : , , , , , , , , , ,

Poderes excepcionais:Candidatos de Aécio tiram do ar vídeos e sites.

Mais uma vez, candidatura apoiada por Aécio Neves, consegue calar um adversário. O poder em Minas Gerais está sendo exercido de uma maneira que traz reminiscências da Bahia, no apogeu de Antonio Carlos Magalhães.


Saiu no plantão de O GLOBO on-line. Márcio Lacerda conseguiu e OBTEVE na Justiça Eleitoral mineira, a retirada de um vídeo, que seria exibido no horário eleitoral, onde aparece o conhecido Marcos Valério dizendo que Lacerda foi o contato para o pagamento das dívidas eleitorais da campanha do Ciro Gomes para Presidente. A gravação foi feita durante uma sessão da CPI do Mensalão. Ao que consta, não foi feita ilegalmente. Mas, em Belo Horizonte, não poderá ir ao ar porque prejudicaria o candidato de Aécio. Os eleitores que não se lembram da transmissão ao vivo, na TV Senado, da CPI do Mensalão, ficarão sem ver a cena. Em Juiz de Fora, Custódio Matos, candidato do PSDB e de Aécio, solicitou e OBTEVE na Justiça Eleitoral, que fosse retirado do ar um vídeo publicitário que ele produziu em 2004, no qual aparecia o candidato ao lado do já então governador Aécio Neves. O governador prometia o Hospital da Zona Norte que, quatro anos depois, não havia sido construído.

Observadores independentes têm notado a solicitude da Justiça Eleitoral, sua prontidão e presteza em acatar as demandas das candidaturas apoiadas pelo Palácio da Liberdade. Todas julgadas com grande rapidez e cumpridas com eficiência. Jô Moraes, candidata derrotada do PCdoB em Belo Horizonte, não teve o mesmo tratamento. Minas Gerais protagonizou, nesse período eleitoral, os dois únicos casos conhecidos de censura política da Internet no Brasil: contra o Novojornal, de Belo Horizonte, e contra o blog do empresário Omar Peres, em Juiz de Fora. As campanhas dos candidatos apoiados por Aécio, tanto em Belo Horizonte quanto em Juiz de Fora, aparentavam, pela fartura e diversidade de material e pelo número de pessoas contratadas, gastar muito mais do que as candidaturas concorrentes. Pessoas que se lembraram do que acontecia na Bahia, no auge do poder de Antonio Carlos Magalhães, não deixaram de fazer as devidas analogias.

Confira.

A notícia: Lacerda consegue liminar para tirar propaganda de Quintão do arPlantão | 22/10 às 22h46 está em http://tinyurl.com/5564pw

Technorati : , , , , , , , , , ,
Zooomr : , , , , , , , , , ,