Arquivos de tags: Prefeitura de Belo Horizonte

Médicos especialistas de BH reivindicam respeito por parte da prefeitura

Médicos especialistas da rede pública de Belo Horizonte prometem paralisação nesta terça-feira (26), a partir das 7h, segundo o Sindicato dos Médicos de Minas Gerais.”

http://www.otempo.com.br/mobile/cidades/m%C3%A9dicos-paralisam-atendimentos-nesta-ter%C3%A7a-em-bh-diz-sindicato-1.1524276

Telegrama Sindical: Paralisação afeta consultas em centros de saúde de BH

Paralisação afeta consultas em centros de saúde de BH

Médicos da Prefeitura de Belo Horizonte, diante das dificuldades em negociar com o governo municipal da capital mineira, optaram pela paralisação das atividades, para que os governantes sentem à mesa de negociações com propostas sérias. O movimento, pelo que se noticia, corre com completo êxito. 

Um dos pedidos da pauta de reivindicação é que o piso salarial seja igualado ao dos profissionais dos Mais Médicos, que é de R$ 10.513, segundo o sindicato. A entidade afirma que, em Belo Horizonte e em todo o estado de Minas, não há um piso definido para os médicos e que o salário-base no início de carreira é de cerca de três salários mínimos mais abonos.
Em nota, a Secretária Municipal de Planejamento informou que a Prefeitura de Belo Horizonte constituiu um grupo de trabalho composto pela Secretaria Adjunta de Recursos Humanos, Secretaria Municipal de Saúde e Sinmed. O principal objetivo, segundo a assessoria da pasta, é tem a construção de um  novo plano de carreira para a categoria dos médicos.



Matéria completa pode ser conferida na página do site G1 -> 

G1 – Paralisação afeta consultas em centros de saúde de BH, diz sindicato – notícias em Minas Gerais

Telegrama Sindical: Paralisação afeta consultas em centros de saúde de BH.

CANDIDATO LARANJA DE AÉCIO É MAIS RICO QUE MALUF.


“Laranja” de Aécio é milionário. Questiona-se a sua fortuna. O PSB cedeu a sua legenda para a armação da turma de Aécio com ajuda de Fernando Pimentel. O resultado foi um racha no PT em Minas como nunca se viu. A rejeição à manobra do grupo aecista é traduzida pelo desempenho de seu candidato nas pesquisas.

A matéria está no site Novojornal e pode ser lida no link ou na transcrição abaixo. http://www.novojornal.com.br/politica_noticia.php?codigo_noticia=7151



O candidato “socialista” à Prefeitura de BH só tem 6% nas pesquisas, mas em termos de patrimônio é o líder absoluto.

“Socialista” tem mais de R$ 55 milhões.

A sucessão em Belo Horizonte, mais uma vez, revela detalhes surpreendentes e inusitados. Um filiado do Partido Socialista Brasileiro (PSB) na capital mineira, quem diria, é dono do maior patrimônio entre os candidatos a prefeito de capital: R$ 55.525.721,85, segundo dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Paulo Maluf é o segundo da lista, com R$ 39 milhões.


Marcio Lacerda é o nome do milionário. Candidato pela aliança PSB-PT, o “socialista” conta com o apoio do prefeito de Belo Horizonte, Fernando Pimentel (PT), e do governador de Minas Gerais (PSDB).

No entanto, nas pesquisas de intenção de voto Marcio Lacerda amarga a terceira colocação com apenas 6%, empatado com a candidata Vanessa Portugal (PSTU), de acordo com o último levantamento do instituto Datafolha.


Empresário do setor de telecomunicações, o crescimento patrimonial de Marcio Lacerda ocorreu quando o mesmo comandava as empresas Construtel e Batik, de sua propriedade, nos anos 80 e 90.Neste período, seu principal contato era Roberto Lamoglia, que esteve na direção da Telemig, posteriormente, na da Telebrás. À época, a Telemig esteve entregue a Saulo Coelho.



A Polícia Federal abriu, no período, inquéritos para apurar irregularidades que envolvia diversos personagens do PSDB e de outros políticos que migraram para o PTB.A Construtel chegou a faturar em 1998 US$ 255 milhões. Com a privatização das empresas do setor de telefonia, os negócios de Marcio Lacerda começaram a cair.

Os lucros despencaram abruptamente. Em 2004, o faturamento da Construtel foi de R$ 2,4 milhões. Logo depois, ele vendeu a Batik e desativou a Construtel.



A correspondência encaminhada ao Novojornal, acompanhada de documentação, comprova o superfaturamento no fornecimento das centrais telefônicas de suas empresas à Telemig e à Telebrás, demonstrando ainda que Marcio Lacerda dividia parte dos “lucros” com o então diretor das estatais, Roberto Lamoglia.


A documentação é extensa e envolve outros políticos e ex-políticos mineiros do PSDB, PTB e PP. As informações são tão graves que antes de divulgar o nome dos envolvidos Novojornal decidiu por solicitar pareceres e certidões.O esquema montado por Marcio Lacerda chegou, inclusive, a ser questionado pelo Tribunal de Contas da União e por entidades representativas dos setores patronal e sindical.


Subscritores da denúncia, à época, e atuais integrantes do grupo que encaminharam a documentação para o Novojornal alegam que o fazem na defesa do patrimônio público, acrescentando: “Lacerda, naquela época, não ocupava nenhum cargo público. No entanto, conseguiu se enriquecer fazendo negociatas com empresas públicas. Imaginem este senhor no cargo de prefeito de Belo Horizonte! Não vai sobrar para ninguém.”Mensaleiro

Em 2005, Marcio Lacerda deixou o ministério da Integração Nacional após seu nome aparecer como suposto beneficiário de R$ 457 mil do esquema do mensalão.

De acordo com o publicitário Marcos Valério, o dinheiro teria sido pago em duas parcelas, em 2003.


Na ocasião, o então secretário-executivo da Integração Nacional confirmou três encontros com o publicitário.Valério registra um primeiro pagamento ao empresário, no valor de R$ 300 mil, em 16 de abril de 2003. O segundo pagamento, de R$ 157 mil, teria sido feito dois meses depois, em 17 de junho.


Em abril de 2007, Marcio Lacerda aceitou o convite do governador mineiro para ser secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico. Cinco meses depois, ele foi filiado ao PSB pelo tucano, que já pensava em um nome de um partido neutro para uma aliança PSDB-PT em Belo Horizonte.Depois do escândalo do imoral mensalão, que afastou da vida pública inúmeros políticos, onde a agência de propaganda de Marcos Valério, SMP&B, simulava prestação de serviço de publicidade, arrecadando dinheiro público que era dividido entre políticos, este mesmo grupo de mensaleiros inicia o retorno ao poder através da candidatura de Marcio Lacerda à Prefeitura de Belo Horizonte.


Em tempo: O candidato socialista reitera que foi absolvido em todas as acusações sobre sua participação no esquema do mensalão, mas Novojornal pesquisou e não encontrou nenhum documento comprovando sua inocência.A notícia está no Novojornal, de Belo Horizonte, e o link é http://www.novojornal.com.br/politica_noticia.php?codigo_noticia=7151,



***TAGS***



BlogBlogs.Com.Br , Pingar o BlogBlogs, Technorati Favoritos, ,