Arquivos de tags: telecomunicações

Prática anti-sindical no Brasil: perseguição a sindicalistas na Bahia

Enviado por SINDICATO DOS T… em sab, 22/05/2010 – 10:34.
Serviços

NOTA DE REPUDIO A DEMISSÃO
O SINDICATO DOS TRABALHADORES EM EMPRESAS DE TELEMARKETING E TERCEIRIZADAS DE TELECOMUNICAÇÕES DO ESTADO DA BAHIA SINTET-BA, na pesoa do seu presidente Eduardo França Junior vem a público comunicar a Central Única dos Trabalhadores (CUT), denunciar que repudia a forma veemente contraria aos principios de demissão arbitrária e ilegal do trabalhador Frederico Jose Pellegrini Leite. Um dos operadores de telemarketing que vem defendendo intrasigentemente os interesses da categoria, Frederico foi dispensado mais uma vez após se pronunciar em periodico contra a proposta da empresa e torna publico no ultimo boletim a lucratividade da empresa R$ 339 milhões e para dividir o bolo usa uma Participação de Lucros e Resultados – PLR insignificante, pois defendemos no minimo um salario base da categoria ja ultrajada e vilipendiada por ser desrespeitada constantemente em seus direitos básicos, os trabalhadores que merecem uma vida laboral digna e justa, bem como a forma que estão sendo negociados os acordos coletivos de trabalho na calada da noite, pois fecham nos bastidores uma proposta e botam os trabalhadores para votar dentro das instalações da empresa desde 2006 sem o minimo respeito com a classe trabalhadora. Pellegrini Leite é Diretor SINTET-BA esta envolvido na luta de classe desde 1981 como bancário, e como estudante de Administração, ingressa na categoria de Telemarketing em outubro/2004, como operador de retenção ITAUCARD, não concordou com as migrações de Credcard, Orbital para Inovação e chegando a CONTAX direciona sua luta na representação da categoria colocando-se como OPOSIÇÃO CHAPA 2 “RENOVAR É PRECISO” em outubro 2006 para exercício 2007/2011 na eleição do SINTTEL / BA, sendo demitido e reintegrado em dezembro de 2007 surgindo assim a oportunidade de fundar o Sindicato Específico da Categoria de Telemarketing como Diretor de Imprensa. Não respeitado os princípios sindicais é desligado por mais uma vez em pleno processo de representação da categoria em maio de 2010 com entidade registrada a três anos de existência e luta intransigente dos interesses coletivos e individuais.
A demissão afronta o inciso 8º do artigo 8º da Constituição Federal e o artigo 543 da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), que impedem as empresas de demitir funcionários candidatos a cargos de direção sindical. Empregado da empresa TNL CONTAX S/A 6 anos, o teleoperador foi vítima de perseguição política e conduta anti-sindical, prática comum na CONTAX S/A que desliga diversos trabalhadores com estabilidade provisoria como gestantes, CIPA’S, e trabalhadores com B-91 estas informações chegam a nos atraves de denuncias o que constitui flagrante ataque à liberdade. Demitir empregados por perseguição política ao sindicato constitui crime condenado por leis internacionais de proteção ao trabalho e ato de extrema violência contra a livre organização dos trabalhadores. A atitude descabida da direção da empresa só depõe contra a imagem da TNL CONTAX S/A, já abalada pelos seus antecedentes de desrespeito aos trabalhadores, ao ponto de ser convocada para depor sobre varios temas no Ministério Público do Trabalho. Diante do exposto, encaminharemos a Federação, a CUT, e a CONTRACS para abraçarem solidariamente todos os atuais e ex-empregados da TNL CONTAX S/A vítimas de perseguição e exigir a imediata reintegração do companheiro Frederico Jose Pellegrini Leite. Para isso, lançaremos mão de todos os meios legais possíveis no sentido de reverter as conseqüências de mais um ataque de um Grupo contra o movimento sindical do Estado do Bahia, que merece o amplo repúdio e indignação de toda a sociedade brasileira.

A LUTA CONTINUA!