Servidores Municipais Realizam Protesto Em Natal; Ação Faz Parte Da Greve Da Saúde | Brasil de Fato

Nesta terça-feira (17), servidores públicos municipais da Saúde realizaram caminhada pelas ruas de Natal portando faixas e bandeiras. A mobilização teve como objetivo dialogar com a população sobre os motivos que levaram à deliberação da greve unificada que os trabalhadores estão realizando há 13 dias, bem como denunciar as más condições da saúde pública de Natal, sob a gestão do Prefeito Álvaro Dias.
A ação fez parte do calendário de atividades da greve, definido pelos servidores em assembleia na última quarta-feira (11). Está previsto novo ato-caminhada com concentração no Hospital Municipal nesta quinta-feira (19).

Segundo nota divulgada pelo Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Natal (Sinsenat), as principais motivações para a greve são as condições precárias de trabalho e o não-pagamento das gratificações garantidas por lei. Além disso, os servidores também reivindicam a aplicação da data-base, implantação e pagamento dos quinquênios, mudanças de nível, adicionais, gratificações e convocação do cadastro reserva do último concurso.

De acordo com a assessoria do Sinsenat, existem servidores do município que há anos não recebem gratificações como quinquênios, insalubridade e transporte. Os servidores do último concurso não tiveram as gratificações implantadas, recebendo apenas o salário base. Já os servidores municipais enquadrados no Plano Geral, possuem uma decisão judicial que é descumprida desde outubro de 2018, que atualiza a matriz salarial defasada. São cerca de 8 mil servidores que recebem R$725 de salário base, abaixo do salário mínimo.

A greve é unificada e por tempo indeterminado. Além do Sinsenat, as demais entidades representativas dos servidores da saúde de Natal que estão no movimento são: Sindicato dos Enfermeiros do RN (Sindern), Sindicato dos Odontologistas do RN (Soern), Sindicato dos Trabalhadores da Saúde do RN (Sindsaúde) e Sindicato dos Farmacêuticos do RN (Sinfarn).

Todas as Unidades Básicas de Saúde (UBS) e Unidades de Pronto Atendimento (UPA), além de hospitais e maternidades, aderiram ao movimento grevista que iniciou oficialmente no dia cinco de dezembro.

https://www.brasildefato.com.br/2019/12/18/servidores-municipais-realizam-protesto-em-natal-acao-faz-parte-da-greve-da-saude/

Comente ou deixe um trackback: URL do Trackback.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: