MINAS GERAIS:ELEIÇÕES.Dois pesos, duas medidas.

Temos um temor de que Minas Gerais vire uma espécie de republiqueta, onde o Poder Executivo é tratado com deferência e boas notícias pela mídia e cercado de cuidados especiais pelos outros Poderes constituídos. A opinião pública sitiada e um comprometimento entre os poderes que iria além do necessário. Isso pode ser apenas uma preocupação infundada, mas certos acontecimentos a reforçam.

No jornal "JF Hoje" ( na Internet em http://www.jornalpanoramajf.com.br/ ) de Juiz de Fora, Minas Gerais, 28 de setembro de 2008, há matéria na página 7 com o título "120 mil panfletos apreendidos". A apreensão se deu por mandado judicial.

Os panfletos apreendidos tratavam, segundo o jornal, de revelações sobre as ligações entre o candidato do PSDB e o empresário Josemar da Silva, **ex-superintendente da AMAC (quando Custódio de Mattos foi prefeito de Juiz de Fora) e que hoje manda no Demlurb, com dezenas de caminhões alugados, todos em nome de uma irmã.** Os panfletos eram do candidato do PV, Omar Peres.

O parecer do Ministério Público Estadual foi emitido pouco depois de meio-dia (de sábado - 27-9-08), foi acatado e posto e a sentença posta em prática em 40 minutos.

Em Belo Horizonte, a candidata a prefeita, Jô Moraes, do PCdoB, enfrenta a coalizão aecista que apóia Márcio Lacerda. Em entrevista nas páginas 2 e 3 do jornal **HOJE EM DIA" (na Internet em http://www.hojeemdia.com.br/v2/index.php?sessao=13&ver=1&noticia=5766 ) ela declara:

"A Justiça Eleitoral é um imponderável. A Justiça Eleitoral do Rio levou 48 horas para julgar o pedido para retirar imagens do Lula de propaganda de outros partidos que não o PT. A Justiça Eleitoral, aqui, levou três semanas para apreciar um processo meu que estava em curso. E, nestas três semanas, quando chegou à Corte, a primeira decisão foi um empate de três a três. O presidente pede vistas, interrompe e, no próximo julgamento, dois juízes que tinham votado favoravelmente a mim não estavam no dia, foram substituídos por dois juízes que votaram contrariamente a mim. Ontem (segunda-feira, 22 de setembro), quase que houve no meu programa de TV, uma certa censura prévia. Tinha uma inserção, foi retirado do ar e, além de retirar do ar, a Justiça Eleitoral determinou que fossem retirados, como punição do meu programa, que ainda nem ia ao ar, 27 segundos."

O que há de comum entre o candidato do PV em Juiz de Fora e a candidata do PCdoB em Belo Horizonte? Ambos são oposição às candidaturas do Governo Estadual de Aécio. Ambos têm respostas adversas da Justiça Eleitoral.

No próximo pleito, seria o caso dos partidos que lançarem candidatos de oposição aos atuais hóspedes do poder no Palácio da Liberdade, cogitarem em solicitar observadores independentes e internacionais. Sem prejuízo de demorados recursos na Justiça nacional.

Technorati : , , , , , , , , ,
Flickr : , , , , , , , , ,

Comente ou deixe um trackback: URL do Trackback.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: