Arquivos da Categoria: PSB

Deputado do PSB critica projeto de revalidação automática para médicos estrangeiros

Sem investimentos adequados para melhorar os serviços de saúde oferecidos ao povo brasileiro, alguns políticos usam desgastados e envelhecidos argumentos demagógicos para criar uma situação de fato: a revalidação automática dos diplomas dos médicos estrangeiros. Outras vozes mais lúcidas dentro do mundo da política se opõem a essa ideia. Leia o artigo abaixo:
http://www.cidadeverde.com/deputado-e-contra-projeto-da-atuacao-de-medicos-estrangeiros-no-pais-126248

O deputado Chico Ramos (PSB) afirmou nesta terça-feira (26) que há mais de 20 anos não se faz qualquer investimento em saúde pública do Brasil. E que os investimentos em saúde não acompanharam os avanços da Medicina no país. “Dom Pedro II perdeu uma filha acometida de malária. Pedro II convidou Pasteur para combater o mal que matou um terço da população brasileira. A segunda proposta de contratação de médicos no exterior foi em 1901. Rodrigues Alves perdeu uma filha vítima de febre amarela. E foi à Europa convidar Pasteur para vir ao Brasil, mas esse afirmou que no país havia médicos capazes, como Adolfo Lutz, Vital Brasil e Osvaldo Cruz”.

Ramos avaliou o projeto da presidente Dilma Rousseff de permitir o exercício o de médicos estrangeiros para o interior “é inconsequente e impraticável, pois trazer médicos da Europa é inviável. Os médicos estão migrando dentro da Europa, mas não por falta de emprego, mas pelos salários baixos pagos na Espanha, em Portugal, por exemplo”, afirmou.

Chico Ramos leu notícias publicadas na imprensa sobre a falta de médicos no interior do país. “Falta estrutura física, salários e outros. Dos 300 mil médicos que há no país, 215 mil médicos brasileiros trabalham para o SUS e pouco mais de 45 mil trabalham na iniciativa privada, nas instituições de ensino. Os procedimentos médicos chegam à faixa do ridículo. A municipalização, como está posta, está falida, não consegue resolver a situação da saúde pública do país. Quantas vidas mais vamos perder? No terreiro da Presidência da República, nos hospitais públicos de Brasília, está estabelecido o caos”, avaliou.

O deputado reafirmou que não há falta de médicos no interior, mas carência de profissionais porque não há como fixar esses médicos nessas cidades, pela falta de estrutura, pelos baixos salários, pela falta de investimentos.

A proporção de médicos em Teresina é de 1/350, no interior essa proporção é de 1/3.103 habitantes. No setor privado há 38 milhões de pacientes atendidos, gastando R$ 143 milhões por ano. No setor público, são 152 milhões de pacientes atendidos em 7 mil hospitais, gastando R$ 127 milhões por ano.

“Nós teremos dois tipos de médicos no país. Um conceituado, com formação até fora do Brasil, para atender as elites. E os importados, que com certeza não será do melhor calibre. É humanamente impossível. É um projeto inconstitucional. Os médicos que virão do exterior serão pagos como? Eles não virão barato…. e o médico que ganha o salário mais alto no país é no Piauí, seguido do Paraná”.

Chico Ramos informou o plenário sobre a campanha desenvolvida pelos profissionais de saúde, a Igreja e a Ordem dos Advogados do Brasil no Piauí para recolher 1,5 milhão de assinaturas para destinar recursos para a saúde pública no Estado. “A urgência e a emergência no Brasil é um caos. O PSF é uma farsa no interior. Como os prefeitos pagam os médicos se não há recursos? Por isso há 174 municípios sem médicos no Piauí”, disse. “Já estivemos na praça pública e agora estaremos nas instituições de ensino superior para sensibilizar a sociedade para a gravidade do problema, com jovens mutilados e pessoas morrendo pela falta de investimentos em saúde pública”, concluiu.

Sindicato dos Médicos de Juiz de Fora notifica Prefeitura sobre falta de médicos no Hospital de Pronto Socorro

FAX SINDICAL 913

________________________________________________________________________________

DATA: 07 DE JULHO DE 2011
DE: SINDICATO DOS MÉDICOS DE JUIZ DE FORA E ZONA DA MATA MG

Assunto: Prefeitura de Juiz de Fora receberá notificação extra-oficial sobre deficiência de pessoal médico no HPS

________________________________________________________________________________

Notificação extra-judicial, boicote à biometria e nova asembléia geral na próxima terça-feira

Uma das conseqüências da política de recursos humanos que a administração Custódio de Matos está adotando na área médica tem sido a falta de profissionais em vários setores. Além das clínicas especializadas e das unidades básicas, faltam médicos para pronto atendimento. Sábado passado encerraram-se as atividades do Hospital de Pronto Socorro por 12 horas. O motivo foi a falta de médicos. Como não havia greve, por lá não apareceu o promotor Rodrigo Ferreira de Barros e o Prefeito tucano resultou impune. A gravidade do fato ficou oculta na mídia.

A notificação extra-judicial tem por objetivo garantir a integridade moral e física de médicos que estão atuando com um quadro altamente deficitário de profissionais da Medicina.

Conforme noticiado no Fax Sindical anterior (912) outra notificação poderá ser feita para exigir que a administração de Custódio de Matos garanta prontuários médicos para os serviços especializados que atendem a consultas agendadas. Os serviços poderão ser suspensos se a prefeitura continuar descumprindo a lei.

A eleição de diretorias clínicas e de comissões de ética, outra norma que não é integralmente cumprida na prefeitura de Juiz de Fora, faz parte da pauta de reivindicações do Sindicato dos Médicos.
________________________________________________________________________________

AVISO IMPORTANTE:

A presença de todos na assembléia é importante. Nosso movimento

PRÓXIMA ASSEMBLÉIA

PRÓXIMA ASSEMBLÉIA SERÁ NA TERÇA-FEIRA, 12 DE JULHO, DEZENOVE HORAS E TRINTA MINUTOS, NA SOCIEDADE DE MEDICINA E CIRURGIA. POR FAVOR, PARTICIPE, DIVULGUE, CHAME COLEGAS DE TRABALHO, MOBILIZE. ASSEMBLÉIA CHEIA É UMA RESPOSTA À TRUCULÊNCIA DA ADMINISTRAÇÃO MUNICIPAL QUE SUJEITA MÉDICOS A SALÁRIO DE 1.300 REAIS!

SEM ACORDO NÃO TEM BIOMETRIA

BOICOTE À BIOMETRIA! Sem acordo não tem biometria. Sem acordo não tem biometria. Sem acordo não tem biometria. Sem acordo não tem biometria. Sem acordo não tem biometria. Sem acordo não tem biometria.

Acompanhe Fax Sindical no Twitter em http://twitter.com/faxsindical clique aqui para chegar ao Fax Sindical no Twitter – informação rápida
O link da notícia é http://sindicatoexpresso.blogspot.com/2011/07/fax-sindical-913-07072011.html

Médicos da Prefeitura de Juiz de Fora ordem socorro!

FAX SINDICAL 912

________________________________________________________________________________

DATA: 06 DE JULHO DE 2011
DE: SINDICATO DOS MÉDICOS DE JUIZ DE FORA E ZONA DA MATA MG

Assunto: Médicos da Prefeitura de Juiz de Fora mantém resistência e mantém boicote à biometria enquanto prefeito Custódio recusa negociações.

AVISO IMPORTANTE:

PRÓXIMA ASSEMBLÉIA

PRÓXIMA ASSEMBLÉIA SERÁ NA TERÇA-FEIRA, 12 DE JULHO, DEZENOVE HORAS E TRINTA MINUTOS, NA SOCIEDADE DE MEDICINA E CIRURGIA. POR FAVOR, PARTICIPE, DIVULGUE, CHAME COLEGAS DE TRABALHO, MOBILIZE. ASSEMBLÉIA CHEIA É UMA RESPOSTA À TRUCULÊNCIA DA ADMINISTRAÇÃO MUNICIPAL QUE SUJEITA MÉDICOS A SALÁRIO DE 1.300 REAIS!

SEM ACORDO NÃO TEM BIOMETRIA

BOICOTE À BIOMETRIA! Sem acordo não tem biometria. Sem acordo não tem biometria. Sem acordo não tem biometria. Sem acordo não tem biometria. Sem acordo não tem biometria. Sem acordo não tem biometria.

—————————————————

Quando os médicos da Prefeitura de Juiz de Fora deflaram a greve, no dia 02 de maio, estavam decepcionados e frustrados com as negociações com a administração do prefeito Custódio de Matos. Desde 2009, apesar de sucessivos pedidos, o prefeito nunca recebeu a representação classista dos médicos. O Sindicato pede melhores condições para atender à população e salários decentes. Após meses de tentativas frustradas de negociações, a assembléia votou pela greve.

O Tribunal de Justiça de Minas Gerais, apesar de todo zelo do sindicato em manter a legalidade do movimento, declarou a ilegalidade. A assembléia acatou a decisão da Justiça, mas aprovou o boicote ao ponto biométrico. Era a forma de resistência diante da opressão e da falta de acordo.

Em reunião realizada na manhã dessa quarta-feira, 6 de julho, o sr. Vitor Valverde, representante de Custódio de Matos, exigiu que se suspenda o boicote à biometria para que se negocie a reposição dos dias parados. Nenhuma nova proposta. Nada quanto à reestruturação da carreira ou à reconstituição do aviltado salário inicial dos médicos ( menos de um mil e trezentos reais com descontos fiscais e previdenciários). Nada quanto a qualquer dos 7 itens da pauta de reivindicações apresentada ao Prefeito Custódio. Sinal vermelho para os médicos da Prefeitura. Falta de diálogo constatada e comprovada.

O que Custódio de Matos espera com essa deterioração das relações trabalhistas contra os médicos da Prefeitura de Juiz de Fora.

Na Assembléia de 5 de julho a categoria decidiu encaminhar ofício a chefias e autoridades dizendo que, caso não se forneçam imediatamente prontuários médicos nos serviços que não os tenham, não haverá realização de consulta agendada.
Atender sem prontuário expõe o paciente e o médico a erro médico e a iatrogenia e fere o Código de Ética Médica, expondo os profissionais e seus chefes a processo ético.

A Lei Federal 3.268, de 30 de setembro de 1957, regulamentada pelo Decreto 44.045, de 19 de julho de 1958, modificado pelo Decreto 6.821, de abril de 2009 e pela Lei 11.000, de 15 de dezembro de 2004, conferem aos Conselhos de Medicina a capacidade de normatizar e regularizar o exercício ético da Medicina. O Código de Ética Médica diz que “é vedado ao médico deixar de elaborar prontuário legível para cada paciente” (Art. 87). Está no Capítulo II, IV que “é direito do médico recusar-se a exercer sua profissão em instituição pública ou privada onde as condições de trabalho não sejam dignas ou possam prejudicar a própria saúde ou a do paciente, bem como a dos demais profissionais. Nesse caso, comunicará imediatamente sua decisão à comissão de ética e ao Conselho Regional de Medicina.”

São coisas que as nossas autoridades, que se propõe a fiscalizar o cumprimento da lei, cochilam e não vêem.

Mobilize! Denuncie! Documente! Grave! Fotografe!

Acompanhe o Fax Sindical em Clique aqui e acompanhe o Fax Sindical no Twitterhttp://twitter.com/faxsindical
Fonte:
http://sindicatoexpresso.blogspot.com/2011/07/fax-sindical-912-06072011.html

Poderes excepcionais:Candidatos de Aécio tiram do ar vídeos e sites.

Mais uma vez, candidatura apoiada por Aécio Neves, consegue calar um adversário. O poder em Minas Gerais está sendo exercido de uma maneira que traz reminiscências da Bahia, no apogeu de Antonio Carlos Magalhães.


Saiu no plantão de O GLOBO on-line. Márcio Lacerda conseguiu e OBTEVE na Justiça Eleitoral mineira, a retirada de um vídeo, que seria exibido no horário eleitoral, onde aparece o conhecido Marcos Valério dizendo que Lacerda foi o contato para o pagamento das dívidas eleitorais da campanha do Ciro Gomes para Presidente. A gravação foi feita durante uma sessão da CPI do Mensalão. Ao que consta, não foi feita ilegalmente. Mas, em Belo Horizonte, não poderá ir ao ar porque prejudicaria o candidato de Aécio. Os eleitores que não se lembram da transmissão ao vivo, na TV Senado, da CPI do Mensalão, ficarão sem ver a cena. Em Juiz de Fora, Custódio Matos, candidato do PSDB e de Aécio, solicitou e OBTEVE na Justiça Eleitoral, que fosse retirado do ar um vídeo publicitário que ele produziu em 2004, no qual aparecia o candidato ao lado do já então governador Aécio Neves. O governador prometia o Hospital da Zona Norte que, quatro anos depois, não havia sido construído.

Observadores independentes têm notado a solicitude da Justiça Eleitoral, sua prontidão e presteza em acatar as demandas das candidaturas apoiadas pelo Palácio da Liberdade. Todas julgadas com grande rapidez e cumpridas com eficiência. Jô Moraes, candidata derrotada do PCdoB em Belo Horizonte, não teve o mesmo tratamento. Minas Gerais protagonizou, nesse período eleitoral, os dois únicos casos conhecidos de censura política da Internet no Brasil: contra o Novojornal, de Belo Horizonte, e contra o blog do empresário Omar Peres, em Juiz de Fora. As campanhas dos candidatos apoiados por Aécio, tanto em Belo Horizonte quanto em Juiz de Fora, aparentavam, pela fartura e diversidade de material e pelo número de pessoas contratadas, gastar muito mais do que as candidaturas concorrentes. Pessoas que se lembraram do que acontecia na Bahia, no auge do poder de Antonio Carlos Magalhães, não deixaram de fazer as devidas analogias.

Confira.

A notícia: Lacerda consegue liminar para tirar propaganda de Quintão do arPlantão | 22/10 às 22h46 está em http://tinyurl.com/5564pw

Technorati : , , , , , , , , , ,
Zooomr : , , , , , , , , , ,

Belo Horizonte: Partidários de Aécio caem no desespero.

O Governador Aécio Neves está desesperado. Pede aos deputados estaduais domiciliados em outros municípios que interfiram na eleição de Belo Horizonte e peçam votos para Márcio Lacerda. Nem ele, pelo jeito, acredita nessas pesquisas que dizem que seu candidato Lacerda, está na frente. Aécio, do PSDB, que governa Minas com práticas neoliberais, deixa sempre claro quem é o seu candidato. Depois da derrocada eleitoral do primeiro turno, interessa a ele salvar ao menos a Prefeitura da capital e resgatar a derrota moral de não ter vencido no primeiro turno. A notícia pode ser lida em http://wap.folha.com.br/noticias/96-459184.wml

Pior ainda que o desespero de Aécio foi o destempero do milionário Márcio Lacerda. Ele, que esbanja seu poder econômico nessa eleição, disse que ele era o inimigo da direita e acusava Quintão de fascista, enquanto recebia o apoio do DEM. Causou desconforto aos que foram apoiados. E causou mal estar à inteligência dos que tiveram dificuldade em entender o esquerdismo do candidato milionário, cheio de poder econômico e apoiado pelo neoliberal Aécio.

Leonardo Quintão, candidato do PMDB, disse que Lacerda, pelo fato de não ter sido indiciado na CPI do Mensalão, poderá ser, contudo, alvo de processo judicial, como aconteceu com vários outros mensaleiros.

A notícia está em http://tinyurl.com/59wt8q

E tem mais. Deu no NOVOJORNAL:

Por campanha, Marcio Lacerda paga R$ 10 milhões ao jornal Estado de Minas e R$ 15 milhões a Duda Mendonça

A campanha para a Prefeitura de Belo Horizonte tem todos os ingredientes para se tornar um dos maiores escândalos eleitorais desta década.

Depois de gastar aproximadamente R$ 10 milhões na compra de apoio dentro do PSB, PT e demais partidos coligados antes de começar a campanha eleitoral do primeiro turno, o candidato Marcio Lacerda gastou com material promocional, “militância” e despesas com os programas de rádio e TV, outros R$ 12 milhões.

Diante do fracasso atribuído pelo candidato a intrigas e calúnias que circularam pela internet, processando inclusive o diretor responsável pelo Novojornal, tenta através de uma aliança com o jornal Estado de Minas, instituto de pesquisa Vox Populi e Duda Mendonça reverter o quadro negativo que apresenta para sua candidatura no segundo turno.

Sabedor do quanto repercutiria a contratação de Duda, ex-coordenador das campanhas de Maluf, Collor e Lula, quando estourou o escândalo do mensalão, devido ao preço cobrado pelo mesmo, solicitou ao TRE-MG autorização para aumentar seus gastos eleitorais, o que foi negado.

Mesmo assim, através de arranjos contábeis na prestação de conta de outros partidos que participaram de sua “aliança”, contratou o esquema anteriormente citado pela “bagatela” de R$ 25 milhões, 50% do valor de seu patrimônio declarado na Justiça Eleitoral.

Isto sem dizer os R$ 10 milhões gastos na “aliança” e R$ 12 milhões no primeiro turno, que praticamente liquidaria seu patrimônio.

O Novojornal teve informações seguras de que o acordo estava para ser celebrado.

Diante deste fato, mantivemos uma cobertura permanente dos participantes deste acordo. Não deu outra, conseguimos documentar o encontro. Embora portando um boné para disfarçar, Duda Mendonça, junto com Marcos Coimbra, encontra-se com Marcio Lacerda para selar o acordo.

A contratação de Duda é uma aquisição de alto risco, principalmente depois de instaurado um inquérito pelo Ministério Público Eleitoral para investigar abuso de poder político e econômico.

O desespero do candidato da Fiemg e do jornal Estado de Minas é tão grande que estão dispostos a fazer qualquer coisa para ganhar a eleição. O que aconselha ao candidato Leonardo Quintão em redobrar seus cuidados, principalmente ao participar do debate promovido pela TV Alterosa.

Desnecessário lembrar a “edição” feita por Duda Mendonça no famoso debate promovido pela Rede Globo, ocasião em que Lula foi derrotado.

Veja a seqüência de fotos do encontro entre Duda Mendonça, Marcio Lacerda e Marcos Coimbra

 



No virus found in this incoming message.
Checked by AVG. 
Version: 7.5.549 / Virus Database: 270.8.2 - Release Date: 20/10/2008 00:00
 

Technorati : , , , , , , , , , ,
Zooomr : , , , , , , , , , ,

POLÍCIA APURA POSSÍVEIS RELAÇÕES DE DEPUTADO QUE APOIA CANDIDATO DE AÉCIO COM MARCOS VALÉRIO.

Operação da Polícia Federal, denominada AVALANCHE, desvendou relações entre pessoas ligadas ao Deputado Virgílio Guimarães e o conhecido mensaleiro Marcos Valério.

O Novojornal, www.novojornal.net, anuncia que a Operação Avalanche, contra o conhecido mensaleiro Marcos Valério atinge os subterrâneos da campanha eleitoral de Márcio Lacerda. A notícia dá conta que o esquema envolve pessoas ligadas ao grupo do deputado Virgílio Guimarães, apoiador da campanha de Márcio Lacerda. Pessoas citadas, ligadas ao deputado, encontram-se foragidas devido ao vazamento da notícia dos mandatos de prisão.

A notícia, na íntegra, pode ser conferida em http://tinyurl.com/689x6g

Continue lendo

A POLÍTICA DE MINAS E O LIXO.

A fidalguia mineira já não é mais a mesma. Agora parece escorregar no lixo. Matéria divulgada em www.novojornal.net sobre o lixo da capital mineira é surpreendente. Literalmente o lixo. Primeiro, a própria matéria do Novojornal o constata, pelo fato do **Estado de Minas** tão preocupado em agradar Aécio, mostrar matéria que não pode ser considerada exatamente uma notícia positiva para os hóspedes do poder. Ela atinge o principal agente de Aécio no PT, o Prefeito de Belo Horizonte Fernando Pimentel. Segundo, porque revela algo muito suspeito sobre o lixo da cidade. A matéria, que transcrevemos abaixo, é importante para a reflexão sobre as relações de poder em Minas e em Belo Horizonte.

Continue lendo

APAGÃO DA SAÚDE NO BRASIL: CRISE EM PERNAMBUCO- JÁ ESTÃO FALTANDO MACAS.

PERNAMBUCO: HOSPITAIS PÚBLICOS QUE ATENDEM EMERGÊNCIA COMEÇAM A PARAR, O SAMU ESTÁ FICANDO INOPERANTE POR FALTA DE MACAS. MÉDICOS CONTINUAM PEDINDO DEMISSÃO E ASSOCIAÇÃO DE MÉDICOS RESIDENTES TAMBÉM SE SOLIDARIZA COM MÉDICOS PERNAMBUCANOS.


Diante da indiferença das autoridades (será que saúde pública não dá popularidade nem voto?) continua se esticando a crise no sistema público de saúde. O Governador, do Partido Socialista Brasileiro, Eduardo Campos, intransigente, aguardando condições para esmagar o movimento e desqualificar os médicos. Os profissionais, revoltados e desiludidos com o comportamento do Governo, dispostos a pedirem demissão. O Governo do Estado ou não leva a sério as ameaças dos médicos ou acha que encontrará doutores mais baratinhos para assistir ao povo pernambucano. A questão envolvida é essencial. A situação se deteriora diante da profunda irresponsabilidade governamental. O caso será levado à OIT e à OEA, pela FENAM.


A crise se agrava nos hospitais públicos de Pernambuco. Hoje, matéria de Letícia Lins, publicada no Globo, página http://oglobo.globo.com/pais/mat/2008/09/15/crise_se_agrava_nos_hospitais_publicos_de_pernambuco-548224588.asp , nos informa que o SAMU começa a ser afetado pela deterioração da saúde pública oferecida ao povo de Pernambuco pelo governo de seu Estado. Ali sabemos que apenas uma das emergências da capital está funcionando. A do Hospital da Restauração, auxiliada por FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS EFETIVOS, MILITARES, das Forças Armadas. Apesar do esforço, O GLOBO noticia que 260 pessoas estão se acotovelando nos corredores do Hospital. Por falta de macas, o SAMU de algumas cidades da região metropolitana de Recife já deixou de operar.


O movimento demissionário iniciou-se há 80 dias, tempo mais do que suficiente para Eduardo Campos e seus apoiadores tomarem alguma providência. Nesse meio tempo os médicos do Ceará aceitaram um acerto com o Governo estadual, prevendo um aumento superior a 230%, como primeiro passo para recuperar a dignidade da profissão e a elaboração de PCCS para os médicos. Em Pernambuco nada andou. Só desandou.


O Presidente da FENAM, Paulo de Argollo Mendes foi a Recife tentar uma solução para a crise. Saiu com uma impressão horrível e ainda foi destratado pelo Governo com declarações desprezíveis. Lula esteve lá, fez comentário sobre o movimento. Deu palpite mas não abriu o cofre. Não pediu ao governador que negociasse. Não mandou o Mantega e nem o Meirelles abrirem os cofres para ajudar Pernambuco a dar salário decente para seus médicos. Talvez pense que a sua popularidade o coloque acima de problemas de saúde, de médicos, vírus e bactérias. E o SAMU de Recife e região metropolitana está ficando inoperante porque o pessoal das ambulâncias está tendo que deixar até as macas no Hospital.


A Associação Pernambucana de Médicos Residentes, diante da grave crise que grassa no sistema público de saúde local, decide organizar paralisação de 24 horas e apresentar seu apoio ao movimento médico no Estado.


Associação Pernambucana dos Médicos Residentes
Recife, 14 de setembro de 2008
Os médicos residentes do Estado de Pernambuco vêm, por meio desta, denunciar, mais uma vez, o caos total em que se encontram os nossos serviços de saúde. Superlotação das emergências (com as pessoas passando dias em cadeiras ou no chão), suspensão freqüentes de cirurgias eletivas por falta de material básico, respiradores quebrados, defasagem no número de preceptores dos programas de residência, carga horária dos residentes que chega a 80h semanais, entre outros já bastante divulgados nos últimos anos.
Tudo isso agravado agora com a demissão dos médicos preceptores, que simplesmente não agüentam mais, assim como os usuários do SUS, a situação de guerra instalada nos grandes hospitais do estado.
Diante dessa situação, decidimos, em assembléia no dia 11/09/2008:
1) Paralisação geral, de advertência, na próxima quarta feira, dia 17/09/2008, com duração de 24h.
2) Grande passeata em defesa do SUS, também no dia 17/09/2008, quarta-feira, com concentração às 9h no Hospital Oswaldo Cruz.
3) Solicitação de audiência com o Governador Eduardo Campos e com o secretário de saúde João Lyra com o objetivo de construirmos uma proposta de consenso que vise melhorar as condições de trabalho e ensino nos serviços de saúde de Pernambuco;
4) Não comparecer mais aos serviços onde não existem mais preceptores ou preceptoria insuficientes, devido à demissão em massa dos médicos. Vale lembrar que a legislação da residência médica proíbe os residentes de realizarem suas práticas sem supervisão. Algo óbvio, pois é uma grande irresponsabilidade, por exemplo, um residente como profissional ainda em formação realizar uma cirurgia ou outros procedimentos complexos sem supervisão adequada.
5) Realização de nova assembléia na próxima quinta-feira, dia 18/09/2008, às 18h, no auditório da Faculdade de Ciências Médicas, no Hospital Oswaldo Cruz, para discutir a proposta que será apresentada pelo governo e, caso seja necessário, decidir sobre as futuras ações da Associação dos Médicos Residentes de Pernambuco.
Reivindicamos melhores condições de trabalho e de aprendizagem, o mínimo de qualidade necessária para podermos atender dignamente a população e fazermos a nossa especialização. Trabalhamos de 60h a 80h por semana e apesar do salário extremamente defasado, o seu aumento não está entre nossas reivindicações. Estamos de acordo com o movimento médico visto que o principal problema da saúde hoje são as *condições de trabalho* para que possamos atender as pessoas com o mínimo de dignidade.
Associação Pernambucana dos Médicos Residentes

Technorati Tags: , , , , , , , , , , ,

PRESIDENTE DA FENAM VAI A PERNAMBUCO E CONFRONTA ARBITRARIEDADE.

Presidente da Federação Nacional dos Médicos rebate declarações do governo

Dr. Paulo Argollo Mendes, Presidente da Federação Nacional dos Médicos, entidade de representação classista que representa 330.000 profissionais, foi a Pernambuco ver de perto a crise da saúde pública que compromete o futuro daquele Estado. O Governador Eduardo Campos, por certo, não vai querer ver no débito de suas contas políticas a pecha de arrasador da saúde pública no Estado. As reivindicações médicas, em nada diferentes das apresentadas em outras unidades da federação, são tratadas com brutalidade impressionante pelo governo do Estado. Trabalhando em espeluncas sem recurso e por um salário vil, os doutores pernambucanos decidiram virar as costas, pedir para sair, fazer as contas e tentar a vida de outro jeito, mais humano. Teve promotor de **justiça** achando que poderia impor aos médicos trabalhos forçados.


Dr. Paulo Argollo ficou de levar para OIT e OEA o problema do sistema público de saúde em Pernambuco, para que ganhe dimensão internacional. O mundo vai conhecer o modus operandi de Eduardo Campos e seus aliados nos três poderes do Estado.


Mas a crise continua, apesar da boa educação dos dirigentes sindicais pernambucanos em insistir na negociação. Estão vendo o lado do povo mais sofrido, que depende de hospitais e policlínicas públicas, e estão esquecidos pelo Governo do Estado. A administração pública responde com prepotência, excesso de poderes e atitudes desafiadoras. Como se pode ver na página http://jc.uol.com.br/2008/09/11/not_179539.php.


Paulo Argollo reafirmou tudo o que disse na última quarta-feira (10), em entrevista coletiva realizada na sede do Sindicato dos Médicos, e confirmou que a Federação irá mesmo denunciar o governo a organismos internacionais por tentativa de trabalho escravo. Ele também fez questão de esclarecer que esse posicionamento não é só da diretoria da Fenam, mas de toda a classe médica brasileira.


Argollo lamentou ainda que na nota, assinada pelo secretário da Casa Civil, Ricardo Leitão, o governo tenha considerado que o posicionamento da Fenam “em nada contribui para a solução de uma crise” que, segundo o executivo, “só se arrasta por causa de alguns setores médicos que não querem cumprir a sentença judicial que os obriga a retornar ao trabalho”.

“Tudo o que foi declarado por mim na coletiva no Recife é a posição da Fenam e de toda a categoria, e reafirmo, em nome da Federação e dos médicos que a entidade representa, que o governador Eduardo Campos deveria ser responsabilizado criminalmente pelo que vem ocorrendo em Pernambuco, pois nunca vi, em nenhum lugar, uma situação tão grave e caótica e um despreparo tamanho para lidar com as questões da saúde”, disse.


“O que vejo é que o governo está rasgando a Carta Magna do País, por isso vamos internacionalizar essa situação, sim, denunciando o executivo à Organização Internacional do Trabalho (OIT) e à Organização dos Estados Americanos (OEA). Essa é a posição da Fenam e de todos os médicos brasileiros”, enfatizou Paulo Argollo.


Ao mesmo tempo, confirmando a tese de que o Governo de Pernambuco gere muito mal os seus recursos de saúde, lemos uma denúncia sobre a situação falimentar do Hemope. Ela foi publicada na imprensa local e é mais denúncia do desastre da saúde pública sob o governo de Eduardo Campos.


Crise na saúde
Médicos do Hemope denunciam falta de remédios

Publicado em 11.09.2008, às 16h03

Daniel Guedes
Do JC

Inconformados com a situação que se arrasta há anos, médicos do Hemope convocaram, na manhã de hoje, entrevista coletiva para expor a situação caótica da unidade de saúde. O desabastecimento do hospital é crônico, segundo os profissionais, que denunciam a, falta de antibióticos e quimioterápicos, além de algodão, sabonete, papel higiênico, luvas e máscaras. 

O centro de transplantes, que foi estruturado para realizar 30 intervenções por ano, está sem operar desde janeiro. “Faltam insumos”, denuncia a supervisora do Centro de Transplante de Medula Óssea, Erika Coelho.


Há 29 pacientes na lista de espera por um transplante. Todos já têm doadores. Uma dos pacientes é Edna Maria dos Santos, 26, que aguarda desde março e compra da metade dos medicamentos de que precisa. “Há dias em que nem Paracetamol tem. Tenho medo de ter uma recaída”, reclama.

(matéria do Jornal do Comércio on-line, de Recife.)


O que eles estão fazendo o dinheiro arrecadado por esses impostos elevadíssimos?


Technorati Tags: , , , , , ,

SINDICATO DOS MÉDICOS E GOVERNO DO ESTADO NEGOCIAM EM PERNAMBUCO.

Domingo passado, o Ministério Público Estadual de Pernambuco, em atitude de independência e séria preocupação com o andamento dos negócios públicos, conseguiu reunir representantes do Governo do Estado de Pernambuco e a representação classista dos médicos, além de outras entidades médicas que se fizeram presentes, para respaldar a posição do sindicato. O Governo Estadual, dirigido por Eduardo Campos, do Partido Socialista Brasileiro, mostrou-se intransigente e insensível com o movimento dos médicos e com as suas consequências a curto e médio prazo. Enviou para a Assembléia projeto que terceirizava a gestão das unidades hospitalares do Estado para uma fundação pública de direito privado e o autorizava a contratar médicos para o serviço público mediante contratos precário, ou seja, não regidos por regime jurídico próprio de trabalhadores do setor público. A Assembléia Legislativa, em tempo recorde, antes do prazo próprio de qualquer debate ou reflexão, aprovou o desejo do Governador.

O Sindicato dos Médicos de Pernambuco, amparado pelas outras entidades médicas (conselho e associação profissionais), decidiu recorrer à OAB, à Associação dos Magistrados do Brasil e à CNBB, alertando a todos da gravidade extrema da situação e demonstrando a sua disposição ao diálogo. O Ministério Público estadual teve o condão de fazer o governo voltar à mesa de negociações de um modo razoável.

As negociações continuam. O Governo do Estado de Pernambuco ofereceu aos médicos um vencimento básico inicial de 2.300 reais para os médicos diaristas e de 3.600 reais para os médicos plantonistas. O sindicato defende que a base para a remuneração seja a já concedida aos médicos com especialização em Neurocirurgia, ou seja, 5.600 reais. O norte das entidades médicas em suas reivindicações salariais é o piso salarial nacional defendido pela FENAM, que está próximo de oito mil reais mensais.

O próprio Ministro da Saúde já declarou publicamente reconhecer que os médicos estão mal remunerados. Veja no site http://portal.fenam2.org.br/item/portalDetails/9167

A Carta de Salvador, divulgada pela FENAM, alerta sobre o aviltamento e a desvalorização do trabalho médico, em especial no serviço público, e suas graves consequências, conforme pode ser visto no site da FENAM, página http://portal.fenam2.org.br/item/menuTop/a-fenam
Um sociedade e as pessoas que a representam (Governo, Congresso, Poder Judiciário, autoridades, pessoas que exercem cargos eletivos estaduais e municipais, economistas que dirigem os organismos que gerem a Economia nacional) deve valorizar o conhecimento. O valor do conhecimento é precioso e o conhecimento médico lida com um bem preciosíssimo, a vida.

No apagão da Saúde brasileiro, no seu recorte pernambucano, as Forças Armadas vão montar um hospital de campanha. Esse tipo de intervenção, como já havia acontecido anteriormente na epidemia de dengue no Rio, atesta a grave deficiência de gestão e de financiamento do sistema público de saúde. Na questão da gestão, apresenta-se como gravíssima a questão da gestão de pessoas. Na questão do financiamento, cumpre alertar que está em tramitação no Congresso Nacional a Emenda Constitucional 29, EC-29 ou Emenda da Saúde, cuja aprovação garantirá recursos básicos e fundamentais para um atendimento ao menos idôneo à saúde do povo brasileiro. Esse assunto está nas mãos do nosso popular presidente Lula e do Congresso Nacional.

Quem quiser ler a notícia completa sobre as negociações dos médicos pernambucanos, basta clicar no link abaixo, que leva à página da notícia no jornal eletrônico 360 graus, de Recife.
Fonte: link da notícia – Notícias 360

BlogBlogs.Com.Br , Pingar o BlogBlogs, Technorati Favoritos,

Technorati Tags: , , , , , , , ,